As dificuldades de aprendizagem da Matemática na Educação Básica e seus reflexos no Curso de Licenciatura em Física do IFCE - Campus Tianguá

Autores

  • Mikaele Pereira Medeiros de Menez Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará (IFCE), Mestrado Profissional Nacional em Ensino de Física (MNPEF), Sobral, CE, Brasil https://orcid.org/0000-0002-8818-4654
  • Thiago Amaral Melo Lima Universidade Estadual do Piauí (UESPI), Mestrado Profissional em Matemática em Rede Nacional (PROFMAT), Teresina, PI, Brasil https://orcid.org/0000-0003-2574-1297

DOI:

https://doi.org/10.35819/remat2021v7i2id4560

Palavras-chave:

Dificuldades, Aprendizagem, Matemática

Resumo

O presente artigo analisou as dificuldades da aprendizagem de Matemática no curso de Licenciatura em Física do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará (IFCE), Campus Tianguá. Esse estudo foi idealizado porque, historicamente, muitos dos estudantes da Educação Básica apresentam sérias dificuldades de aprendizagem da Matemática, durante o seu período de formação, podendo proporcionar um enorme déficit no processo de ensino-aprendizagem no nível Superior. Assim, o objetivo deste trabalho foi o de analisar as dificuldades apresentadas pelos estudantes do curso de Licenciatura em Física do Campus de Tianguá, na área de ensino da Matemática. Dessa forma, foi realizada uma pesquisa com abordagem qualitativa, com alunos e professores do Campus, no intuito de confirmar tais dificuldades nas disciplinas de Matemática e, consequentemente, os possíveis prejuízos apresentados nos semestres subsequentes. Para finalizar, verificou-se como pode ocorrer esse acumulo de déficit acadêmico e as possíveis soluções para minimizar, ou até mesmo eliminar esses obstáculos. Mas, para que isso ocorra é necessário que seja realizado um trabalho que envolva gestores, professores e, principalmente, os estudantes, a fim de que percebam a problemática como uma realidade no Campus e que se tenha o máximo de empenho para a garantia da qualidade do ensino da Matemática no curso de Física.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Mikaele Pereira Medeiros de Menez, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará (IFCE), Mestrado Profissional Nacional em Ensino de Física (MNPEF), Sobral, CE, Brasil

http://lattes.cnpq.br/6823840927946570

Thiago Amaral Melo Lima, Universidade Estadual do Piauí (UESPI), Mestrado Profissional em Matemática em Rede Nacional (PROFMAT), Teresina, PI, Brasil

http://lattes.cnpq.br/5260653006481585

Referências

BARBOSA, E. F. Instrumentos de coleta de dados em pesquisas educacionais. Florianópolis: UFSC, 5 dez. 2008. Disponível em: http://www.inf.ufsc.br/~vera.carmo/Ensino_2013_2/Instrumento_Coleta_Dados_Pesquisas_Educacionais.pdf. Acesso em: 23 dez. 2020.

BRASIL. Brasil no PISA 2015: Análises e reflexões sobre o desempenho dos estudantes brasileiros. Brasília, nov. 2016. Disponível em: https://download.inep.gov.br/acoes_internacionais/pisa/resultados/2015/pisa2015_completo_final_baixa.pdf. Acesso em: 23 dez. 2020.

BRASIL. INEP. Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira. Inep apresenta resultados do Saeb/Prova Brasil 2015. 8 set. 2016. Disponível em: http://portal.inep.gov.br/artigo/-/asset_publisher/B4AQV9zFY7Bv/content/inep-apresenta-resultados-do-saeb-prova-brasil-2015/21206. Acesso em: 22 dez. 2020.

BRASIL. Secretaria de Educação Fundamental. Parâmetros Curriculares Nacionais: Matemática. Brasília: MEC/SEF, 1997.

CAMPOS, C. R. O ensino da Matemática e da Física numa perspectiva integracionista. 2000. 140 f. Orientadora: Sonia Barbosa Camargo Igliori. Dissertação (Mestrado em Educação Matemática) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2000. Disponível em: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/11155. Acesso em: 22 dez. 2020.

CURY, H. N. Pesquisas em análises de erros no ensino superior: retrospectiva e novos resultados. In: FROTA, M. C. R.; NASSER, L. (Orgs.). Educação matemática no ensino superior: pesquisas e debates. Recife: SBEM. 2009. 265p.

GUSMÃO, B. B. de. Dificuldade de aprendizagem: um olhar crítico. Pará: UAM, 2001.

MALTA, I. Linguagem, leitura e Matemática. In: CURY, H. N. (Org.). Disciplinas Matemáticas em cursos superiores: reflexões, relatos, propostas. Porto Alegre: EDIPUCRS, 2004. p. 44-45.

MARCONI, M. de A.; LAKATOS, E. M. Fundamentos de Metodologia Científica. São Paulo: Atlas, 2017.

SBEM. Sociedade Brasileira de Educação Matemática. A Sociedade. Disponível em: http://www.sbembrasil.org.br/sbembrasil/index.php/a-sociedade. Acesso em: 24 dez. 2020.

VASCONCELOS, C. C. Ensino-aprendizagem da Matemática: velhos problemas, novos desafios. Disponível em: http://www.dma.ufv.br/downloads/MAT%20102/2015-I/listas/Texto%2023-03%20-%20MAT%20102%20-%202015-I.pdf. Acesso em: 23 dez. 2020.

VITTI, C. M. Matemática com prazer, a partir da história e da geometria. 2. ed. São Paulo: Editora Unimep, 1999.

XAVIER, A. F. A. Matemática no ensino superior: Avaliação da prática docente. 2015. 114 f. Dissertação (Mestrado em Gestão Social, Educação e Desenvolvimento Local) – Centro Universitário UNA, Belo Horizonte, 2015.

Downloads

Publicado

2021-07-01

Como Citar

MENEZ, M. P. M. DE; LIMA, T. A. M. As dificuldades de aprendizagem da Matemática na Educação Básica e seus reflexos no Curso de Licenciatura em Física do IFCE - Campus Tianguá. REMAT: Revista Eletrônica da Matemática, v. 7, n. 2, p. e2001, 1 jul. 2021.

Edição

Seção

Educação Matemática

Artigos publicados pelo mesmo(s) autor(es)