Dificuldades de ensino e de aprendizagem em Matemática no oitavo ano do Ensino Fundamental

Autores

  • Kaliandra Pacheco de Lima Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Farroupilha (IFFar), Santa Rosa, RS http://orcid.org/0000-0003-2628-6476
  • Kelly Gabriela Poersch Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Farroupilha (IFFar), Santa Rosa, RS http://orcid.org/0000-0002-0856-026X
  • Rúbia Emmel Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Farroupilha (IFFar), Santa Rosa, RS; Universidade Federal Fronteira Sul (UFFS), Campus Cerro Largo, RS http://orcid.org/0000-0002-4701-8959

DOI:

https://doi.org/10.35819/remat2020v6i1id3420

Palavras-chave:

Aprendizagem, Ensino de Matemática, Ensino Fundamental, Escola, Família

Resumo

Esta investigação tem o objetivo geral de compreender as possíveis dificuldades de ensino e de aprendizagem da Matemática em turmas de 8º ano do Ensino Fundamental, identificando os motivos que levam os estudantes ao desinteresse e à dificuldade neste componente curricular. Trata-se de pesquisa de caráter explicativo, com procedimentos de pesquisa de campo quali-quantitativa. Realizamos questionários com professores e alunos para compreender como ocorrem os processos de ensino e de aprendizagem da Matemática. Como um dos resultados pertinentes analisamos que os estudantes sujeitos da pesquisa possuem entre 12 e 17 anos, percebendo-se uma distorção idade-série, uma vez que 22,9% já reprovaram em Matemática por diversos motivos, sendo, como principal motivo citado, o fato de não gostarem da disciplina. Na questão sobre a Matemática que eles estudam na escola, mais da metade dos estudantes (43 alunos) responderam que faz parte do seu dia a dia e 7% disseram não apresentar nenhuma dificuldade, porém este é um percentual muito baixo para ser considerado satisfatório. Na questão em que foi perguntado aos alunos se os seus pais os incentivam e acompanham a sua vida escolar, a grande maioria respondeu que sim, ou seja, este apoio realmente existe. Portanto, esta pesquisa nos mostra que é de suma importância a participação da família no processo de educação, junto à escola. Assim sendo, o professor pode buscar métodos de ensino e instrumentos de avaliação da aprendizagem em que os estudantes possam superar as dificuldades, partir de problemas do cotidiano, compreender o “erro” como potencialidade de aprendizagem...

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Kaliandra Pacheco de Lima, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Farroupilha (IFFar), Santa Rosa, RS

Acadêmica do Curso de Licenciatura em Matemática.

Kelly Gabriela Poersch, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Farroupilha (IFFar), Santa Rosa, RS

Acadêmica do Curso de Licenciatura em Matemática.

Rúbia Emmel, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Farroupilha (IFFar), Santa Rosa, RS; Universidade Federal Fronteira Sul (UFFS), Campus Cerro Largo, RS

Possui Licenciatura em Pedagogia, pela Sociedade Educacional Três de Maio - SETREM (2008), Especialização em Educação Infantil e Alfabetização (2009), Mestrado em Educação Nas Ciências pela Universidade Regional do Noroeste do Estado do Rio Grande do Sul - UNIJUI (2011) e Doutorado em Educação Nas Ciências pela Universidade Regional do Noroeste do Estado do Rio Grande do Sul - UNIJUI (2015). Durante o Curso de Doutorado, participou de Projeto de Pesquisa: Concepções de Saúde e Educação para a Saúde na formação continuada de Professores: contribuições a organização curricular da educação básica e superior, no Centro de Investigação e Estudos da Criança, da Universidade do Minho, Braga, Portugal. Atuou como Pedagoga/Técnica Administrativa em Educação, junto ao Departamento de Ensino do Câmpus Feliz, do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul. Foi professora de ensino superior, no Curso de Licenciatura em Pedagogia da Sociedade Educacional Três de Maio/SETREM. Foi Professora Adjunta, Magistério Superior, no Curso de Licenciatura em Pedagogia, da Universidade do Tocantins - UFT, Câmpus Arraias.Atuou como Professora de Ensino Básico, Técnico e Tecnológico, no Instituto Federal do Rio Grande do Sul, IFRS, Câmpus Feliz, na área da Pedagogia. Atualmente é Professora de Ensino Básico, Técnico e Tecnológico, no Instituto Federal Farroupilha, IFFAR, Câmpus Santa Rosa, na área de Pedagogia, nos Cursos de Licenciatura em Matemática e Licenciatura em Ciências Biológicas.Professora Colaboradora do Quadro permanente do PPGEC - Mestrado em Ensino de Ciências. Pesquisadora do Grupo de Estudos e Pesquisa em Políticas Públicas Educacionais e Práticas Pedagógicas - GEPPEPPE, UFFS (Universidade Federal Fronteira Sul). Pesquisadora do Grupo de Estudos em Formação Docente, IFFAR. Tem experiência na área de Educação, com ênfase na Pedagogia, atuando principalmente nos seguintes temas: Currículo, Formação de Professores, Fundamentos e Metodologias do Ensino de Ciências, Educação Infantil, Pesquisa em Educação, Pesquisa-ação, Práticas de Ensino e Estágio Supervisionado, livro didático, cultura escolar, Gestão Educacional, Coordenação Pedagógica.

Downloads

Publicado

2020-02-18

Como Citar

LIMA, K. P. de; POERSCH, K. G.; EMMEL, R. Dificuldades de ensino e de aprendizagem em Matemática no oitavo ano do Ensino Fundamental. REMAT: Revista Eletrônica da Matemática, Bento Gonçalves, RS, v. 6, n. 1, p. 1–15, 2020. DOI: 10.35819/remat2020v6i1id3420. Disponível em: https://periodicos.ifrs.edu.br/index.php/REMAT/article/view/3420. Acesso em: 22 set. 2023.

Edição

Seção

Ensino de Matemática