Formações docentes em territórios virtuais: os usos dos artefatos culturais tecnológicos e a tessitura de redes de conhecimento.

Autores

DOI:

https://doi.org/10.35819/tear.v11.n1.a5981

Resumo

Resumo: Este artigo é um fragmento de pesquisa de mestrado em andamento e problematiza as reorganizações emergentes nas escolas com a pandemia de covid-19 ao longo dos anos 2020 e 2021. Objetiva dialogar sobre os usos dos artefatos culturais tecnológicos no período do ensino remoto emergencial (ERE) no ensino fundamental do município de Vitória-ES, evidenciando as suas contribuições para a formação docente. Destaca a reconfiguração dos espaços e tempos escolares virtuais, considerando-os como territórios virtuais de aprendizagem. Mobiliza os estudos de Certeau (2014) com o conceito de artefatos culturais. Metodologicamente, realiza pesquisa documental de abordagem qualitativa e pauta-se na análise de conteúdo de Bardin (1977), com base nos registros textuais, imagéticos e intervenções docentes durante o uso de fóruns, de grupos de conversa nas salas de aula virtuais produzidas e organizadas por professores por meio da plataforma AprendeVix, possibilitando processos formativos virtuais. Debate sobre a importância dos territórios virtuais para a formação continuada dos professores do município de Vitória-ES no período do isolamento social. Apresenta as mobilizações formativas produzidas pela plataforma AprendeVix da rede de ensino de Vitória. Conclui afirmando a potencialidade dos usos dos artefatos culturais tecnológicos nos cotidianos escolares para a manutenção e ampliação das redes de conhecimentos (FERRAÇO; CARVALHO, 2008) nos territórios virtuais de aprendizagem.

Palavras-chave: Formação continuada. Artefatos culturais tecnológicos. Redes de conhecimentos.

Biografia do Autor

Deluzia Daleprane Queiroz Péres, UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO

Mestranda em Educação pelo PPGMPE/UFES, na linha de Gestão e Processos Educativos. Tem como foco de pesquisa "inventividades curriculares de professores do Ensino Fundamental em tempos de Ensino Remoto e Híbrido". Possui graduação em Pedagogia, Especialização em Informática na Educação, Filosofia e Psicanálise e Educação Profissional e Tecnológica. Atualmente é técnica assessora na Gerência de Formação e Desenvolvimento em Educação da SEME/PMV, coordenando processos formativos. É professora de Informática Educativa na Prefeitura Municipal de Vitória, além de atuar como tutora a distância do Centro de Referência em Formação e em Educação a Distância (CEFOR) do Instituto Federal do Espírito Santo (IFES). Trabalha no Ensino Superior, ministrando diversas disciplinas para o Curso de Pedagogia. Tem experiência na área de Educação em todas as modalidades de ensino, com ênfase em Informática na Educação e Educação a Distância, atuando principalmente nos seguintes temas: formação de professores em cursos na modalidade a distância e presencial e processos de ensino e aprendizagem.

Larissa Ferreira Rodrigues Gomes, Universidade Federal do Espírito Santo

Doutora em Educação (Universidade Federal do Espírito Santo/UFES), Mestre em Educação (Universidade Federal do Espírito Santo/UFES) na linha de pesquisa "Cultura, currículo e formação de educadores". Possui Licenciatura Plena em Educação Física (Universidade Federal do Espírito Santo/UFES) e Licenciatura em Pedagogia (ISEAT). Atualmente é professora da Educação Básica Técnica e Tecnológica na UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO, no Centro de Educação Infantil CRIARTE e professora do Programa de Pós Graduação de Mestrado Profissional em Educação (PPGMPE/UFES). Coordenadora do grupo de pesquisa do CNPQ Currículos, culturas juvenis e produção de subjetividades, membro do grupo de pesquisa Cotidiano escolar e currículo da UERJ e membro colegiado do Núcleo de Pesquisa e Extensão em Currículos, Culturas e Cotidianos (NUPEC3)/ UFES

Downloads

Publicado

2022-06-30

Como Citar

DALEPRANE QUEIROZ PÉRES, D.; FERREIRA RODRIGUES GOMES, L. Formações docentes em territórios virtuais: os usos dos artefatos culturais tecnológicos e a tessitura de redes de conhecimento. . #Tear: Revista de Educação, Ciência e Tecnologia, Canoas, v. 11, n. 1, 2022. DOI: 10.35819/tear.v11.n1.a5981. Disponível em: https://periodicos.ifrs.edu.br/index.php/tear/article/view/5981. Acesso em: 4 dez. 2022.