Metodologia da problematização com o arco de Maguerez: conhecimento de professores de escolas municipais em Palmeira das Missões/RS

Autores

DOI:

https://doi.org/10.35819/tear.v11.n1.a5836

Resumo

Resumo: Este trabalho partiu do pressuposto de que uma das funções sociais da escola é o desenvolvimento dos conhecimentos sob a forma de diferentes metodologias ativas. Para tanto, se discorreu sobre a teoria do ensino desenvolvimental, que possibilita promover a aprendizagem ao instigar os professores a formarem seu pensamento teórico, crítico e político. O objetivo da pesquisa foi analisar o conhecimento dos professores de escolas municipais sobre a metodologia da problematização com o Arco de Maguerez. A hipótese que norteou esta pesquisa foi a de que um trabalho desenvolvido pela perspectiva da metodologia da problematização pode propiciar o desenvolvimento de conhecimentos, tornando-os críticos e autônomos com compreensão da produção científica. Assim, o presente trabalho se caracteriza por ser qualiquantitativo e utilizou-se do procedimento de estudo de caso. Teve como participantes 40 professores de escolas municipais do município de Palmeira das Missões, Rio Grande do Sul (RS). A coleta de dados ocorreu por meio da aplicação de um questionário, com a posterior análise através da técnica da triangulação. Os resultados indicaram que um número significativo de professores conhece as metodologias ativas, porém manifestam interesse em participar de formação continuada visando melhorar a compreensão sobre as diversas técnicas desse método. Conclui-se que a inserção das metodologias ativas em formações continuadas se constitui em uma ação premente para qualificar a educação básica, fomentando a reflexão sobre novas e necessárias concepções e estratégias para os processos de ensino e aprendizagem.

Palavras-chave: Espaços pedagógicos; Ferramentas metodológicas; Formação continuada; Práticas escolares.

Biografia do Autor

Jeferson Rosa Soares, Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Doutorando em Educação em Ciências na Universidade Federal do Rio Grande do Sul - UFRGS, Mestre em Educação Ambiental pela Universidade Federal do Rio Grande -PPGEA/FURG, Participante do Grupo de Pesquisa: Educação Ambiental nos Processos de Gestão Ambiental - EA-FURG. Especialista em Educação em Ciências - UNIPAMPA (2013), Graduado no Curso Superior de Tecnologia em Gestão Ambiental pela Universidade Norte do Paraná (2011). Possui experiência com Agricultura Irrigada, Licenciamento Ambiental na Área, Auditorias Ambientais, Sistemas de Gestão Ambiental, Planos de Gestão Ambiental, Planos de Gerenciamento de Resíduos Sólidos, Planos de Gerenciamento de Resíduos Sólidos de Saúde, Recuperação de Áreas Degradadas, Estudos de Impactos Ambientais e Relatórios de Impactos Ambientais, Agroecologia, Educação Ambiental, Recursos Hídricos.

Cátia Cilene Silene Carrazoni Lopes Viçosa, SEDUC/RS

Doutora em Educação em Ciências: Química da Vida e Saúde – Unipampa, Mestra em Educação em Ciências: Química da Vida e Saúde – UFSM, Especialista e Educação Especial e Inclusiva – FAEL, Graduada em Ciências da Natureza – Licenciatura – Unipampa/Campus Uruguaiana. Participa do Grupo de Estudos em Nutrição, Saúde e Qualidade de Vida (GENSQ) Unipampa. Possuí interesse na área do estudo da Formação Docente, Métodos de Ensino e Aprendizagem, Transversalidade, Interdisciplinaridade e Contextualização dos Saberes no contexto escolar, Educação em Ciências e Educação Especial e Inclusiva. Professora Contratada Ensino Médio Biologia (SEDUC/RS).

Roselane Zordan Costella, UFRGS

Professora Associada da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, na Faculdade de Educação, no Departamento de Ensino e Currículo, no Núcleo de Estudos em Educação e Geografia. Professora Permanente do Programa de Pós Graduação em Geografia da UFRGS. Licenciada em Geografia, mestre e doutora em Ensino de Geografia (UFRGS). Realizou estágio pós-doutoral (UFRGS) estendido a Universidade de Valência na Espanha. Líder do Grupo de Pesquisa “Formação de professores de Geografia – Investigação de práticas pelo método autobiográfico”.

José Vicente Lima Robaina, UFRGS

Pós-Doutor em Educação pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS); Doutor em Educação pela Universidade do Vale do Rio dos Sinos (UNISINOS); Mestre em Educação – UFRGS; Graduado em Licenciatura Curta em Ciências e Licenciatura Plena em Química pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS); Professor do Departamento de Ensino e Currículo da Faculdade de Educação, do curso de Educação do Campo: licenciatura em Ciências da Natureza e professor do Programa de Pós-Graduação em Educação em Ciências: Química da Vida e Saúde - UFRGS/Campus Porto Alegre. Coordenador do Grupo de Pesquisa e Estudos em Educação do Campo e Ciências da Natureza (GPEEC NATUREZA), certificado na CAPES e na UFRGS.

Downloads

Publicado

2022-06-30

Como Citar

SOARES, J. R.; SILENE CARRAZONI LOPES VIÇOSA, C. C. .; ZORDAN COSTELLA, R.; LIMA ROBAINA, J. V. Metodologia da problematização com o arco de Maguerez: conhecimento de professores de escolas municipais em Palmeira das Missões/RS. #Tear: Revista de Educação, Ciência e Tecnologia, Canoas, v. 11, n. 1, 2022. DOI: 10.35819/tear.v11.n1.a5836. Disponível em: https://periodicos.ifrs.edu.br/index.php/tear/article/view/5836. Acesso em: 4 dez. 2022.