Reorganização curricular durante a pandemia: perspectivas da gestão escolar

Autores

DOI:

https://doi.org/10.35819/tear.v11.n1.a5768

Resumo

Resumo: A pandemia, ocasionada pela Covid-19, exigiu a suspensão das aulas presenciais de todas as escolas brasileiras e do mundo. A fim de garantir aos discentes o desenvolvimento dos seus conhecimentos durante este período, foram necessárias alterações nos currículos e no trabalho dos profissionais da educação. Diante deste contexto, o presente artigo propõe uma reflexão sobre as reorganizações feitas no currículo e na prática docente, sob o olhar da gestão escolar de escolas públicas da Educação Básica, do Norte e Noroeste do Rio Grande do Sul. Trata-se de uma pesquisa qualitativa, cujo material empírico foi produzido por meio de questionários e entrevistas, analisados a partir da Análise Textual Discursiva. De forma indutiva, emergiram três categorias: a) As ações da coordenação pedagógica; b) As atividades pedagógicas e o acompanhamento do desenvolvimento do estudante; e, c) O retorno das aulas presenciais. Para potencializar a discussão, tornaram-se pertinentes os embasamentos teóricos de Paulo Freire, Tomaz Tadeu da Silva, Henry Giroux e Peter McLaren. Os resultados produzidos revelam que as reorganizações curriculares perpassam a constituição da identidade e do sujeito. O papel da coordenação pedagógica foi essencial para subsidiar e amparar os docentes em suas dúvidas. Os professores reinventaram-se, e a escola pôde manter, mesmo que de forma diferente, o seu papel para o desenvolvimento dos estudantes. Ainda se encontram preocupações com o retorno às aulas, especialmente quanto à saúde dos sujeitos e os conteúdos defasados. Reconhece-se, no entanto, que o ensino presencial é insubstituível quando o objetivo é uma formação humana e emancipatória.

Palavras-chave: Ensino remoto. Tecnologias digitais. Desigualdades sociais.

Biografia do Autor

Diessica Michelson Martins, Universidade Regional do Noroeste do Estado do Rio Grande do Sul

Mestre em Educação nas Ciências pela Universidade Regional do Noroeste do Estado do Rio Grande do Sul (Unijuí). Licenciada em Pedagogia pela Unijuí. Orcid:https://orcid.org/0000-0001-5947-5949. diessicammichelson@gmail.com.

Julia Stiebbe Callai, Universidade Regional do Noroeste do Estado do Rio Grande do Sul

Mestre em Educação nas Ciências pela Universidade Regional do Noroeste do Estado do Rio Grande do Sul (Unijuí). Licenciada em Educação Física pela Unijuí. Orcid: https://orcid.org/0000-0001-7426-8681.juliecallai@hotmail.com.

Vidica Bianchi, Universidade Regional do Noroeste do Estado do Rio Grande do Sul

Doutora em Ecologia pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul e Mestre em Educação nas Ciências pela Universidade Regional do Noroeste do Estado do Rio Grande do Sul (Unijuí). Pesquisadora em Controle Biológico, nos temas: biodiversidade, interações ecológicas, educação ambiental, formação de professores e estudos de currículo. Professora permanente dos Programas de Pós-Graduação em Educação nas Ciências e em Sistemas Ambientais e Sustentabilidade (Unijuí). Orcid: https://orcid.org/0000-0003-0277-019. vidica.bianchi@unijui.edu.br.

Jéssica Puhl Dalberto, Universidade Regional do Noroeste do Estado do Rio Grande do Sul

Mestranda no Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Educação nas Ciências na Universidade Regional do Noroeste do Estado do Rio Grande do Sul (Unijuí), Ijuí/ RS, bolsista CAPES. Graduada em Pedagogia. Especialista em Psicopedagogia, Educação Infantil e Gestão Escolar. Professora na Rede Pública Estadual do Rio Grande do Sul – 36a CRE/Ijuí. E-mail: jessica.dalberto@sou.unijui.edu.br. CV: http://lattes.cnpq.br/4314876004856916.

Eva Teresinha de Oliveira Boff, Universidade Regional do Noroeste do Estado do Rio Grande do Sul

Doutora em Educação em Ciências pelo Programa de Pós-Graduação Educação em Ciências: Química da Vida e Saúde da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (2011). Professora e Pesquisadora vinculada ao Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Educação nas Ciências (PPGEC) da Universidade Regional do Noroeste do Estado do Rio Grande do Sul (Unijui). E-mail: evaboff@unijui.edu.br. CV: http://lattes.cnpq.br/2030857590136290. ORCID: https://orcid.org/0000-0002-7266-9630.

Downloads

Publicado

2022-06-30

Como Citar

MICHELSON MARTINS, D.; STIEBBE CALLAI, J.; BIANCHI, V.; PUHL DALBERTO, J.; TERESINHA DE OLIVEIRA BOFF, E. Reorganização curricular durante a pandemia: perspectivas da gestão escolar: . #Tear: Revista de Educação, Ciência e Tecnologia, Canoas, v. 11, n. 1, 2022. DOI: 10.35819/tear.v11.n1.a5768. Disponível em: https://periodicos.ifrs.edu.br/index.php/tear/article/view/5768. Acesso em: 4 dez. 2022.