Análise de material autoral digital educacional com base na interdisciplinaridade e na aprendizagem baseada em problemas

Autores

DOI:

https://doi.org/10.35819/tear.v12.n2.a6786

Resumo

Resumo: O objetivo desta pesquisa é analisar como os conceitos de Interdisciplinaridade e Metodologias Ativas, especificamente Aprendizagem Baseada em Problemas, contribuem para a criação de um Material Autoral Digital Educacional (MADE) por estudantes universitários de diferentes cursos. Foi realizada uma pesquisa exploratória com abordagem qualitativa, utilizando a metodologia do estudo de caso. A unidade de análise é o MADE intitulado “Aplicativos de Relacionamentos”, vídeo desenvolvido por um grupo interdisciplinar composto por quatro alunos durante o primeiro semestre de 2022, no âmbito da disciplina Tecnodocência de uma Instituição de Ensino Superior Pública do Ceará. A análise dos dados foi realizada em duas etapas, a saber: descrição da estrutura e funcionamento do MADE e interpretação direta do material desenvolvido, comparando-o com os aspectos teóricos da interdisciplinaridade e da aprendizagem baseada em problemas. Os resultados da pesquisa revelaram que a ferramenta criada pelos universitários ao integrar conhecimentos de diversas áreas, como Biologia, Química, Matemática e Filosofia, estimulou a reflexão sobre o tema e possibilitou a compreensão dos conceitos abordados sob diferentes perspectivas, demonstrando as possibilidades do MADE como metodologia que promove a aprendizagem ativa e colaborativa, estimulando os alunos a associarem a busca por relacionamentos amorosos à história evolutiva da espécie. No entanto, foram identificadas oportunidades para maior desenvolvimento, como uma exploração mais detalhada de aspectos ligados à atração emocional, como “biologia e química cerebral”, bem como a inclusão de exemplos práticos de algoritmos utilizados em aplicativos de relacionamento amoroso.

Palavras-chave: Metodologias ativas. Articulação entre saberes. Tecnologias digitais na graduação.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Alessandra Alexandrino Aquino, Universidade Federal do Ceará

Licenciada em Física pela Universidade Estadual do Ceará - UECE (2013), especialista em Ensino de Nanociências e Nanotecnologia pela Universidade Franciscana - UFN (2021), mestre em Ensino de Física pela Universidade Estadual do Ceará - UECE (2016) e doutoranda em Ensino pelo Programa de Pós-Graduação em Ensino da Rede Nordeste de Ensino - Polo RENOEN - UFC. Atualmente é professora Assistente da Universidade Estadual do Ceará, com lotação na Faculdade de Educação, Ciências e Letras de Iguatu (FECLI). Tem interesse por estudos relacionados ao Ensino de Física, com ênfase em Física Contemporânea e em tópicos de Nanociência e Nanotecnologia aplicados ao Ensino de Ciências. 

Thiago da Costa Germano, Universidade Federal do Ceará

Graduado em BIOLOGIA (LICENCIATURA) pela Universidade Estadual Vale do Acaraú - UVA - (2008); tem especialização em GESTÃO AMBIENTAL pela mesma Universidade (2012) e é especialista em METODOLOGIA DO ENSINO DE BIOLOGIA E QUÍMICA pelo Centro Universitário Internacional - UNINTER - (2015); Mestre em Ensino de Ciências e Matemática pela Universidade Federal do Ceará (UFC)(2019). Doutorando em ensino (Rede Nordeste de Ensino, RENOEN, UFC). Atualmente é professor de Biologia da Rede Estadual de Ensino do Ceará no município de Cascavel.

Luciana de Lima, Universidade Federal do Ceará

Licenciada em Matemática pela Universidade Federal do Ceará - UFC (1994), Especialista em Psicopedagogia pela Universidade Estadual Vale do Acaraú - UVA (2003), Especialista em Tecnologia com ênfase em Telemática pelo Centro Federal Tecnológico do Ceará - CEFETCE (2006), Mestre em Educação pela Universidade Estadual do Ceará - UECE (2008) e Doutora em Educação, linha Educação, Currículo e Ensino, eixo Ensino de Ciências, pelo Programa de Pós-Graduação da Faculdade de Educação da UFC (2014). Atualmente é professora DE Associada da Universidade Federal do Ceará, com lotação no Instituto Universidade Virtual (IUVI). Atua como professora no Mestrado Profissional de Ensino de Ciências e Matemática (ENCIMA) e no Mestrado Profissional em Tecnologia Educacional (PPGTE). É líder do Grupo de Pesquisa Tecnodocência cadastrado no Diretório do CNPq. Tem experiência na área de Formação de Professores, trabalhando principalmente com os seguintes temas: Tecnodocência, Tecnologias Digitais da Informação e Comunicação (TDICs), Formação de Professores, Formação de Licenciandos, Aprendizagem Significativa, Mapas Conceituais, Interdisciplinaridade, Construcionismo, Educação Matemática e Ensino de Ciências.

Downloads

Publicado

2023-12-10

Como Citar

ALEXANDRINO AQUINO, A.; GERMANO, T. da C.; DE LIMA, L. Análise de material autoral digital educacional com base na interdisciplinaridade e na aprendizagem baseada em problemas. #Tear: Revista de Educação, Ciência e Tecnologia, Canoas, v. 12, n. 2, 2023. DOI: 10.35819/tear.v12.n2.a6786. Disponível em: https://periodicos.ifrs.edu.br/index.php/tear/article/view/6786. Acesso em: 29 fev. 2024.