Há espaço para falar em HIV/AIDS na formação inicial docente brasileira?

Autores

DOI:

https://doi.org/10.35819/tear.v11.n2.a6004

Resumo

Este artigo consiste em uma análise bibliográfica na qual utilizamos a revisão integrativa de literatura como método de pesquisa para pensar como a temática de HIV/aids atravessa a formação docente brasileira. Os descritores “capacitação de professores”, “aids”, “HIV”, “professores escolares”, “ensino”, “formação docente” e “formação inicial” foram pesquisados nas seguintes bases de dados: BVSalud, Edubase, Educ@, Google Acadêmico e Scielo. Os critérios de inclusão utilizados foram artigos, ensaios e relatos acadêmicos, publicados entre julho/2011 e julho/2021 disponíveis na íntegra, classificados como open access, em português. A busca resultou em 9169 publicações e, após cuidadosa apreciação, selecionamos vinte e seis textos para a leitura e sete para comporem a análise qualitativa. A partir deles, percebemos que a temática de HIV/aids é trabalhada principalmente na formação de profissionais da saúde, sendo invisibilizada e pouco presente nas licenciaturas brasileiras e na formação inicial de professores do ensino básico. 

Palavras-chave: HIV/aids. Educação Superior. Formação de Professores. Ensino. Sexualidade.

Biografia do Autor

Tiago Amaral Sales, Universidade Federal de Uberlândia

Licenciado e Bacharel em Ciências Biológicas pelo Instituto de Biologia da Universidade Federal de Uberlândia (INBIO/UFU). Mestre e Doutorando em Educação no Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade Federal de Uberlândia (PPGED/UFU). Graduando em Pedagogia pela Universidade Estácio de Sá (UNESA). Pós-graduado em Pedagogia Universitária pela Universidade Federal do Triângulo Mineiro (UFTM). Integrante do UIVO - Matilha de estudos em criação, arte e vida (UFU); e do GPECS - Gênero, corpo, sexualidade e educação (UFU). Bolsista CAPES.

Willian Roger Dullius, Universidade de Passo Fundo

Enfermeiro, graduado pela Universidade de Passo Fundo (2016), tendo realizado período sanduíche na Brock University - Canadá (2014) ao âmbito do Programa Ciências sem Fronteiras (CAPES). Mestre em Psicologia pela Faculdade Meridional (IMED) (2018). Atualmente, docente do curso técnico em enfermagem da Escola Estadual de Ensino Médio Cônego João Batista Sorg. Doutorando no Programa de Pós-Graduação em Envelhecimento Humano, na Universidade de Passo Fundo (UPF).

Downloads

Publicado

2022-12-07

Como Citar

SALES, T. A.; DULLIUS, W. R. Há espaço para falar em HIV/AIDS na formação inicial docente brasileira?. #Tear: Revista de Educação, Ciência e Tecnologia, Canoas, v. 11, n. 2, 2022. DOI: 10.35819/tear.v11.n2.a6004. Disponível em: https://periodicos.ifrs.edu.br/index.php/tear/article/view/6004. Acesso em: 31 jan. 2023.