Práticas de letramento acadêmico na iniciação científica de alunos de ensino médio na área de ciência da computação: concepções dos participantes

Autores

  • Evandro Gonçalves Leite Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte
  • Renata Emilly Ferreira Gomes Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte
  • Ruan Carlos de Carvalho Souza Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte

DOI:

https://doi.org/10.35819/tear.v11.n1.a5531

Resumo

Resumo: Este artigo aborda práticas de letramento acadêmico na iniciação científica de alunos de ensino médio, segundo a concepção dos participantes. Tem o objetivo de analisar as concepções (significados) de orientadores e alunos participantes em termos de aprendizagens, dificuldades e impressões sobre as práticas de letramento acadêmico em que se envolveram os alunos no desenvolvimento de projetos de iniciação científica. Para isso, foram elaborados e aplicados dois questionários: um a alunos e outro a orientadores que desenvolveram projetos de iniciação científica na área de Ciência da Computação, no Campus Pau dos Ferros do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte, entre os anos de 2015 e 2017. Para esse estudo, selecionamos algumas questões de ambos os questionários, as quais são analisadas sob uma abordagem prioritariamente qualitativa, com base em reflexões sobre educação pela pesquisa, letramento e letramento acadêmico. Os resultados apontam, segundo a concepção dos participantes, poucas práticas de compreensão e produção de textos acadêmicos. Quando elas ocorriam, eram consideradas por eles como de nível de dificuldade mediano ou difícil. Mesmo assim, eles afirmam que a vivência na iniciação científica acarreta muitas experiências formativas, especialmente de natureza prática, quanto à aprendizagem de conteúdo específico da disciplina. Concluímos, a partir das concepções dos participantes, que não houve, no geral, uma imersão consistente em práticas de letramento acadêmico, uma vez que as atividades parecem focalizar mais a dimensão prática, o que limita o processo de elaboração própria e de (re)construção do conhecimento científico.

Palavras-chave: Iniciação científica. Letramento acadêmico. Concepções dos participantes.

Biografia do Autor

Renata Emilly Ferreira Gomes, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte

Estudante do Curso Técnico de Nível Médio Integrado em Informática do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte, Campus Pau dos Ferros. Bolsista do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica para o Ensino Médio (PIBIC-EM) do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), entre 2020 e 2021.

Ruan Carlos de Carvalho Souza, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte

Estudante do Curso Técnico de Nível Médio Integrado em Informática do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte, Campus Pau dos Ferros. Bolsista do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica para o Ensino Médio (PIBIC-EM) do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), entre 2020 e 2021.

Downloads

Publicado

2022-06-30

Como Citar

GONÇALVES LEITE, E.; FERREIRA GOMES, R. E.; DE CARVALHO SOUZA, R. C. Práticas de letramento acadêmico na iniciação científica de alunos de ensino médio na área de ciência da computação: concepções dos participantes. #Tear: Revista de Educação, Ciência e Tecnologia, Canoas, v. 11, n. 1, 2022. DOI: 10.35819/tear.v11.n1.a5531. Disponível em: https://periodicos.ifrs.edu.br/index.php/tear/article/view/5531. Acesso em: 4 dez. 2022.