Teses e dissertações em educação ambiental crítica: do panorama à análise epistemológica

Autores

DOI:

https://doi.org/10.35819/tear.v10.n1.a4744

Resumo

Resumo

O presente artigo teve como objetivo realizar um panorama da produção científica em Educação Ambiental Crítica (EAC) quanto à sua ocorrência e caracterização, avançando-se para uma análise epistemológica a partir dos enfoques teórico-metodológicos privilegiados pelas teses e dissertações (T&D) que tiveram como objeto Sequências Didáticas (SD) com viés da EAC. De natureza qualitativa, compreende um estudo bibliográfico do tipo Estado da Arte, sendo que a coleta de dados se deu através de buscas por unitermos nomeados pelas temáticas no site da Biblioteca Digital de Teses e Dissertações (BDTD), realizada no mês de abril de 2019. Utilizou-se como instrumento de análise de dados o Esquema Paradigmático (EP) para reconstituição lógica, ou seja, dos níveis técnico, teórico, metodológico, epistemológico, gnosiológico e ontológico das T&D selecionadas. Evidencia-se a predominância da produção científica na região Sudeste; ainda, Programas de Pós-graduação em Educação e, consequentemente, a grande área das Ciências Humanas, estão vinculados à maioria dos trabalhos levantados. Constata-se que a maioria das T&D se enquadra como diacrônicas, embora haja cautela no sentido da crítica com potencial de maior aprofundamento teórico e ontológico necessários para a desalienação e transformação social.

Palavras-chave: Educação Ambiental Crítica. Sequência Didática. Esquema Paradigmático. Análise Epistemológica. Educação em Ciências.

Downloads

Publicado

2021-07-05