Aprendizagem colaborativa desenvolvida em ambientes virtuais

Resumo

Resumo: O presente artigo descreve uma investigação que avaliou a utilização de ambientes virtuais de aprendizagem colaborativa no processo de construção de conhecimentos sobre ciências da natureza em um grupo de 16 estudantes do terceiro ano do ensino médio de uma escola pública localizada na região metropolitana de Porto Alegre. A pesquisa teve abordagem qualitativa do tipo estudo de caso e os relatos coletados foram analisados por Análise Textual Discursiva (ATD), com categorias emergentes. O ambiente virtual utilizado foi disponibilizado pela empresa Microsoft® na plataforma OneDrive®. Os participantes identificaram contribuições proporcionadas pelo uso do ambiente virtual e da tecnologia em sala de aula, assinalando seus benefícios para o processo educacional. Entre os argumentos encontrados nas respostas dos participantes, estão os seguintes: o aumento da mobilidade proporcionada pelos recursos tecnológicos; a capacidade de a virtualidade possibilitar o surgimento de múltiplos processos de experimentação; a redução da sensação de distanciamento dos educandos entre si, e destes em relação ao professor; a superação dos limites impostos pelo tempo e espaço da sala de aula transmissiva e; a potencialização do questionamento reconstrutivo, à medida que os recursos para a busca de informações ficam à disposição e podem ser prontamente acessados e questionados pelo grupo de colaboração. Como resultado, a investigação permitiu concluir que os participantes reconhecem que a aprendizagem colaborativa em ambientes virtuais possibilita a implementação de uma forma prática de educação pela pesquisa, pois se desenvolve ao longo de um processo que implica interação com fontes de consulta e com grupos de trabalho, abrindo a possibilidade do surgimento de novas compreensões e relações.

Palavras-chave: Aprendizagem colaborativa. Ambientes virtuais.

Publicado
2019-12-04