Quino e Paulo Freire, unidos pela intertextualidade: em busca de uma alternativa libertadora em tempos de educação bancária

Autores

  • Márcia de Fátima Xavier Instituto Federal do Triângulo Mineiro https://orcid.org/0000-0002-9636-0400
  • Teófilo Teles Pereira de Arvelos Unicamp/estudante curso Geografia

DOI:

https://doi.org/10.35819/linguatec.v6.n1.4957

Resumo

Neste artigo, apresentamos a pesquisa “A ótica freiriana em Quino como recurso educacional”, vinculada ao programa BIC Jr/IFTM e aplicada a estudantes do campus Patos de Minas, no segmento da disciplina de língua espanhola. O objetivo da investigação realizada foi estabelecer relações intertextuais entre os conceitos teóricos de Paulo Freire e as ilustrações do artista argentino Joaquín Salvador L. Tejón, conhecido como Quino, na perspectiva do processo pedagógico de ensino-aprendizagem, a fim de buscar e propor uma alternativa eficaz ao modelo recorrente de educação bancária, criticado pelo educador brasileiro. Como referencial teórico introdutório, têm-se os livros Esto no es todo e Toda Mafalda, de Quino; e Pedagogia do oprimido, Pedagogia da autonomia, Educação como prática da liberdade, Política e educação, e A importância do ato de ler, de Paulo Freire. Quanto à abordagem, a pesquisa é qualitativa, de objetivo exploratório, visando ao estabelecimento de relações significativas no contexto educacional. Como instrumento, inicialmente, fez-se uma análise bibliográfica sobre as produções de Quino e de Freire. Em um segundo momento, foram realizadas práticas educacionais com estudantes da instituição. A análise dos resultados obtidos por meio dessas práticas indicou que a ótica freiriana aplicada a Quino é um recurso educacional eficaz e de grande benefício para a aprendizagem, com expressivo potencial de estímulo à leitura crítica dos discentes, importante pilar da pedagogia libertadora freiriana.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Márcia de Fátima Xavier, Instituto Federal do Triângulo Mineiro

Professora efetiva do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Triângulo Mineiro - IFTM; campus Patos de Minas. Doutora em Literaturas Modernas e Contemporâneas pela Universidade Federal de Minas Gerais (2016). Mestre em Teoria da Literatura pela Universidade Federal de Minas Gerais (2010). Possui graduação em LETRAS pela Universidade Federal de Minas Gerais: Licenciatura Espanhol (2005), Licenciatura Português (2006) e Bacharelado Português (2007).

Teófilo Teles Pereira de Arvelos, Unicamp/estudante curso Geografia

Estudante de Geografia na Universidade Estadual de Campinas (Unicamp). Egresso do Curso Técnico em Eletrotécnica Integrado ao Ensino Médio do IFTM, campus Patos de Minas.

Downloads

Publicado

2021-06-17

Edição

Seção

Artigos Acadêmicos