Desmistificando o inglês falado em sala de aula: uma intervenção no campus Conselheiro Lafaiete do IFMG

  • Melissa Cristina Silva de Sá Instituto Federal de Minas Gerais Campus Avançado Conselheiro Lafaiete
Palavras-chave: inglês falado em sala de aula, inglês falado em turmas grandes, inglês falado no ensino regular

Resumo

Neste trabalho, apresento o percurso da inserção da língua inglesa falada em turmas do primeiro ano dos cursos técnicos de Mecânica e Eletrotécnica no Instituto Federal de Minas Gerais - Campus Avançado Conselheiro Lafaiete. A partir de uma reflexão sobre os mitos referentes ao aprendizado de línguas estrangeiras reproduzidos por estudantes e docentes, busquei questionar essas afirmações com as turmas selecionadas a fim de motivá-los ao uso da língua inglesa em atividades de speaking. Apresento um relato das atividades desenvolvidas ao longo do ano letivo, pontuado por breves considerações teóricas e seguido de reflexões sobre o uso do inglês falado em turmas grandes.

Biografia do Autor

Melissa Cristina Silva de Sá, Instituto Federal de Minas Gerais Campus Avançado Conselheiro Lafaiete
Professora de Língua Inglesa no Instituto Federal de Minas Gerais - Campus Avançado Conselheiro Lafaiete. Atualmente é aluna de Doutorado em Literaturas de Língua Inglesa na UFMG. Mestre em Literaturas de Língua Inglesa pela Universidade Federal de Minas Gerais (2014-UFMG) e graduada em Letras Inglês/Licenciatura (2011) pela mesma instituição.

Referências

BATISTA, Maria Luiza W.; PORTO, Maria Augusta R. Um breve histórico do ensino de línguas estrangeiras no Brasil. In: SANTANA, G; PORTO, M. A; BATISTA, L. B; OLIVEIRA, R. Questões de línguas estrangeiras. Línguas estrangeiras em questão. Aracaju, SE: Editora Universidade Federal de Sergipe, 2005.

MELO, Ticiana Telles. O ensino de línguas estrangeiras sob a ótica da abordagem comunicativa. In: Revista de Letras v. 1, n. 19. Fortaleza: Universidade Federal do Ceará, 1997.

OLIVEIRA, Renilson. Recursos teóricos para o ensino-aprendizagem de línguas estrangeiras. In: SANTANA, G; PORTO, M. A; BATISTA, L. B; OLIVEIRA, R. Questões de línguas estrangeiras. Línguas estrangeiras em questão. Aracaju, SE: Editora Universidade Federal de Sergipe, 2005.

PORTO, Maria Augusta R. Técnicas de ensino e recursos didáticos para o ensino de inglês. In: SANTANA, G; PORTO, M. A; BATISTA, L. B; OLIVEIRA, R. Questões de línguas estrangeiras. Línguas estrangeiras em questão. Aracaju, SE: Editora Universidade Federal de Sergipe, 2005.

Quadro Comum Europeu de Referência para Línguas - CEFR. [S.I.]: British Council, 2017. Disponível em: <https://www.britishcouncil.org.br/quadro-comum-europeu-de-referencia-para-linguas-cefr> Acessado em 20/09/2017.

RIO, M. M. O; GUIMARÃES, A. L. M; DELGADO, H. O. K. Os efeitos da ansiedade na habilidade oral em língua inglesa: estratégias para o professor em sala de aula. XII Semana de Extensão, Pesquisa e Pós-Graduação - SEPesq. [S.I], 2016.

WOODROW, Lindy. Anxiety and speaking English as a second language. In: Regional Language Center Journal v. 37, n. 3. Londres: RELC, 2006.

Publicado
2017-11-20
Seção
Narrativas de ensino