Ideologia de gênero: possibilidades de análise a partir de uma revisão de literatura

Autores

DOI:

https://doi.org/10.35819/tear.v10.n1.a4537

Resumo

Resumo: Este artigo tem como objetivo mapear o debate acadêmico acerca do sintagma “ideologia de gênero”, enfatizando as relações de poder que ele estabelece na sociedade, a partir de uma revisão de literatura sobre o assunto. Tal necessidade se expressa pela enorme profusão de sentidos atribuídos à “ideologia de gênero” na arena pública, sobretudo nos debates educacionais. A partir da discussão teórico-metodológica, foram selecionados, lidos e sistematizados setenta e quatro materiais acadêmicos que tematizam a questão. Por conta da sistematização realizada, argumenta-se aqui que os estudos brasileiros sobre “ideologia de gênero” têm uma maior proximidade com os estudos educacionais quando comparados às outras produções localizadas. Além disso, também se argumenta nesse artigo que o movimento antigênero que se expressa através da difusão do sintagma “ideologia de gênero” tem buscado disputar sentidos e significados sobre os conceitos de “gênero” e “sexualidade” a partir da construção de uma retórica pretensamente científica que une oportunamente Biologia e do Direito. Tal retórica é considerada aqui como um dos muitos passos responsáveis pela deslegitimação dos estudos de gênero e sexualidade na arena pública, bem como pelo ataque à escola pública e à liberdade de ensino.

Palavras-chave: Ideologia de Gênero. Estudos de Gênero. Revisão de Literatura.

Biografia do Autor

Carlos Eduardo Barzotto, UFRGS

Mestre em Educação (2020) pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), é licenciado (2018) e bacharelando pela mesma instituição. Atualmente, atua como professor de História no município de Guaíba/RS.

Downloads

Publicado

2021-07-05

Como Citar

BARZOTTO, C. E. Ideologia de gênero: possibilidades de análise a partir de uma revisão de literatura. #Tear: Revista de Educação, Ciência e Tecnologia, Canoas, v. 10, n. 1, 2021. DOI: 10.35819/tear.v10.n1.a4537. Disponível em: https://periodicos.ifrs.edu.br/index.php/tear/article/view/4537. Acesso em: 15 out. 2021.