A pesquisa-ação como articuladora das práticas pedagógicas de professores do ensino fundamental

Autores

DOI:

https://doi.org/10.35819/tear.v9.n2.a4427

Resumo

Resumo: Esse estudo se propôs a analisar como a pesquisa-ação se integra às práticas pedagógicas de professores do ensino fundamental. Destarte, contemplou um conjunto de ações desenvolvidas em uma escola da rede pública estadual do Rio Grande do Sul, da qual participaram 25 docentes e três gestoras, em colaboração com os pesquisadores de uma universidade pública federal. Os processos empregados evidenciaram que a pesquisa permitiu a construção coletiva das ações, caracterizadas sobretudo pela participação e postura dialógica entre os envolvidos no processo investigativo, ensejando a capacidade de refletir criticamente sobre a sua realidade e intervir sobre ela. Além de contribuir para a identificação das necessidades e interesses da comunidade escolar, a pesquisa-ação promoveu espaço e tempo para formação dos professores dentro da instituição de ensino e evidenciou a potencialidade do trabalho colaborativo escola-universidade, tendo como eixo norteador a intencionalidade da prática investigativa na construção coletiva do conhecimento.

Palavras-chave: Pesquisa-ação. Prática pedagógica. Formação docente.

Biografia do Autor

Karla Mendonça Menezes, Universidade Federal de Santa Maria

Mestra em Educação Física. Especialista em Atividade Física e Saúde. Doutoranda no PPG em Educação em Ciências: Química da Vida pela Universidade Federal de Santa Maria. Membro da Associação Brasileira de Pesquisa em Educação em Ciências. É integrante do Grupo de Estudos em Nutrição, Saúde e Qualidade de Vida - GENSQ (UFSM) e do Grupo de Estudos e Pesquisa em Promoção e Educação em Saúde - GEPPES (UNIPAMPA)

Carolina Braz Carlan Rodrigues, Universidade Federal de Santa Maria

Doutora em Educação em Ciências: Química da Vida e Saúde. Licenciada em Educação Física. Especialista em Treinamento, Musculação e Atividade Física. Mestra em Educação em Ciências: Química da Vida e Saúde. É integrante do Grupo de Estudos em Nutrição, Saúde e qualidade de vida (GENSQ) da Universidade Federal de Santa Maria.

Vanessa Candito, Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Licenciada em Ciências Biológicas. Especialista em Educação Ambiental e Conservação da Biodiversidade. Atuou como docente na rede pública municipal. Atualmente é mestranda no PPG em Educação em Ciências: Química da Vida e Saúde pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul. É integrante do Grupo de Estudos em Nutrição, Saúde e Qualidade de Vida (UFSM) e do Grupo de Estudos Transdisciplinares (UFSM)

 

Phillip Vilanova Ilha, Universidade Federal do Pampa

Doutor em Educação em Ciências: Química da Vida e Saúde. Professor Adjunto da Universidade Federal do Pampa. Docente do PPG em Educação em Ciências: Química da Vida e Saúde (Unipampa). É coordenador do Grupo de Estudos em Educação Física e Esportes - (Unipampa) e colaborador do Grupo de Estudos em Nutrição, Saúde e qualidade de vida (UFSM)

Félix Alexandre Antunes Soares, Universidade Federal de Santa Maria

Doutor em Ciências Biológicas. É Coordenador do Grupo de Estudos em Nutrição, Saúde e qualidade de vida, é Professor Associado da Universidade Federal de Santa Maria. Docente do PPG em Educação em Ciências: Química da vida e Saúde (UFSM). Membro da Sociedade Brasileira de Bioquímica e membro associado da Academia Brasileira de Ciências

Downloads

Publicado

2020-12-08