Temas controversos socioambientais na formação continuada de professores: analisando a construção e a aplicação de uma sequência didática

Autores

  • Aline de Gregorio Universidade Estadual de Maringá
  • Ana Lúcia Olivo Rosas Moreira Universidade Estadual de Maringá

DOI:

https://doi.org/10.35819/tear.v9.n1.a4036

Resumo

Resumo: Este artigo compreende um recorte de uma pesquisa de mestrado e objetivou analisar o processo de elaboração e aplicação da Sequência Didática (SD) intitulada “Cadeia Alimentar e Agrotóxicos: Pressupostos e Realidade”. A SD foi construída por três educadoras participantes de um curso de formação continuada em Temas Controversos Socioambientais ofertado a professores da Educação Básica de diferentes disciplinas atuantes na rede estadual de ensino do município de Maringá-PR. Esta investigação se caracteriza como qualitativa e adota a modalidade de pesquisa participante. Os dados foram coletados por meio de gravações em áudio e analisados pela técnica de Análise de Conteúdo. As análises evidenciaram que, a partir do conteúdo específico cadeia alimentar, foi trabalhado o tema controverso “agrotóxico”, considerando sua dimensão ambiental, científica e econômica. As atividades desenvolvidas valorizaram os conhecimentos prévios dos alunos, contemplaram estratégias de ensino diversificadas, promoveram discussões e debates, os quais subsidiaram a construção de argumentos para uma tomada de posição fundamentada por parte dos educandos. Quanto às dificuldades encontradas no processo, as educadoras mencionaram a escassez de tempo e a agitação dos alunos. Contudo, abrem-se caminhos para a realização de novas pesquisas direcionadas principalmente ao campo de formação de professores e ao currículo de Ciências, visando consolidar a inserção de questões controversas em sala de aula e reafirmando a escola como espaço de aprendizagem de conhecimentos específicos, de desenvolvimento  de habilidades e competências, bem como de construção de valores para a formação de cidadãos responsáveis e participativos.

Palavras-chave: Controvérsia. Ensino de ciências. Formação de professores.

Biografia do Autor

Ana Lúcia Olivo Rosas Moreira, Universidade Estadual de Maringá

Possui graduação em Licenciatura Plena Em Ciências Biológicas pela Universidade Estadual de Maringá (1979), mestrado em Botânica pela Universidade Federal do Paraná (1990) e doutorado em Ciências pela Universidade Federal de São Carlos (2004). Professora não- titular da Universidade Estadual de Maringá atua na graduação na área de Ensino de Ciências e Biologia e no Programa de Pós-Graduação em Educação para a Ciência e a Matemática. Atua principalmente nos seguintes temas: educação ambiental,formação de professores, processo de ensino-aprendizagem de ciências e biologia, avaliação escolar e área de preservação permanente. É Coordenadora de Área do Programa Institucional de Iniciação à Docência - PIBID/subprojeto de Biologia. 

Downloads

Publicado

2020-07-02