Análise de um objeto de aprendizagem sob o viés do par dialético empírico e teórico

Resumo

Resumo: As transformações pelas quais a sociedade vem passando, devido acesso às Tecnologias de Informação e Comunicação, repercutem na forma como o ensino é organizado. Acredita-se que o uso dos computadores em ambientes escolares pode transformar o ensino e a aprendizagem. Para tanto, é importante que o professor esteja familiarizado com o seu potencial, considerando o computador como instrumento pedagógico na preparação de suas aulas. Com o intuito de auxiliar professores de Matemática no momento de construir ou escolher Objetos de Aprendizagem (OA) para serem utilizados em suas aulas como instrumentos pedagógicos, o presente artigo tem por objetivo apresentar uma análise do OA ‘Jogo de Bilhar’, aplicado ao ensino da trigonometria no triângulo retângulo, a luz do par dialético empírico e teórico. Entende-se que este pode ser um indicador de análise de Objetos de Aprendizagem auxiliando o professor na escolha de situações de ensino e/ou Objetos de Aprendizagem para desenvolver em suas aulas. Este texto é parte de uma dissertação que trata sobre OA aplicados ao ensino da trigonometria sob a luz dos pares dialéticos. Para este artigo foi realizada a análise somente de um objeto, este selecionado por pertencer a um site de propriedade do Ministério da Educação (MEC). Não obstante, a análise de outros objetos pode ser encontrada no texto completo da dissertação publicada pela Universidade Tecnológica Federal do Paraná.

Palavras-chave: Teoria Materialista Histórica-Dialética. Objeto de Aprendizagem. Ensino da Trigonometria.

Biografia do Autor

Josyleine Aparecida Bento da Silva, Universidade Tecnológica Federal do Paraná

Mestre pelo Programa de Formação Científica, Tecnológica e Educacional da UTFPR, Professora de Matemática da rede pública da Prefeitura Municipal de Curitiba.

Maria Lucia Panossian, Universidade Tecnológica Federal do Paraná

Doutora em Educação pela Universidade de São Paulo. Professora do Departamento Acadêmico de Matemática da Universidade Tecnológica Federal do Paraná.

Publicado
2019-12-04