As cotas raciais para negros/as na FURG e o longo caminho da (des) igualdade

  • Marcel Jardim Amaral Fundação Universidade Federal do Rio Grande/FURG
  • Vilmar Alves Pereira Fundação Universidade Federal do Rio Grande/FURG.

Resumo

Resumo: A implementação da política de cotas raciais nas Universidades públicas do Brasil visa à correção de desigualdades a grupos que historicamente foram discriminados e que ainda hoje carecem de políticas de caráter inclusivo para proporcionar o acesso mais igualitário ao Ensino Superior. Nesse sentido, o presente artigo tem por objetivo analisar o histórico da lei de nº 12.711/2012 para negros/as na Universidade Federal do Rio Grande (FURG), expondo os desafios no decorrer de sua execução e as pressões do Movimento Negro municipal para sua realização, através do horizonte e epistemologia da Educação Popular. A pesquisa realizada classifica-se como descritiva. Foi traçada a trajetória das cotas raciais para a população negra na FURG e a necessidade de implementação da banca de verificação do fenótipo dos candidatos. Conclui-se que este programa de cotas raciais na universidade vem amadurecendo de forma positiva e que esta política de ação afirmativa vem contribuindo de forma significativa para o acesso destes sujeitos negros/as que de fato são portadores do direito da lei de cotas raciais.

Palavras-chave: Cotas raciais. Movimento Negro. FURG. (Des) igualdade.

 

LAS CUOTAS RACIALES PARA NEGROS/AS EN LA FURG Y EL LARGO CAMINO DE (DES) IGUALDAD

Resumen: La aplicación de la política de cuotas raciales en las universidades públicas de Brasil tiene como objetivo corregir las desigualdades a los grupos que históricamente han sido discriminados y que todavía carecen de políticas inclusivas para proporcionar más acceso a la educación superior. En este sentido, este artículo pretende analizar la historia de la ley de nº 12.711/2012 para los negros en la Universidad Federal de Río Grande (FURG), exponiendo los retos en el transcurso de su ejecución y las presiones del movimiento municipal negro para su realización, a través del horizonte y la epistemología de la educación popular. La investigación realizada se clasifica como descriptiva. La trayectoria de las cuotas raciales se remonta a la población negra en FURG y la necesidad de implementar el Banco de pruebas para el fenotipo de los candidatos. Se concluye que este programa de cuotas raciales en la Universidad está madurando positivamente y que esta política de acción afirmativa ha contribuido significativamente al acceso de estos sujetos negros/aquellos que en realidad son portadores de la ley de cuotas raciales.

Palabras-clave: Cuotas raciales. Movimiento Negro. FURG. (Des) igualdad.

Biografia do Autor

Marcel Jardim Amaral, Fundação Universidade Federal do Rio Grande/FURG
Bolsista da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior/CAPES. Mestrando em Educação pelo Programa de Pós-Graduação em Educação / PPGEDU da Fundação Universidade Federal do Rio Grande/FURG na linha de Culturas, Identidades e Diferenças. Membro do Grupo de Estudos sobre Fundamentos da Educação Ambiental e Popular/GEFEAP.
Vilmar Alves Pereira, Fundação Universidade Federal do Rio Grande/FURG.

Bolsista de Produtividade em Pesquisa do CNPq – Nível 2. Professor do Instituto de Educação da Fundação Universidade Federal do Rio Grande – FURG. Docente do Programa de Pós-Graduação em Educação - PPGEDU e do Programa de Pós-Graduação em Educação Ambiental – PPGEA do qual está coordenador. Líder do Grupo de Estudos sobre Fundamentos da Educação Ambiental e Popular – GEFEAP. 

Publicado
2019-07-05