Desafios e potencialidades do estágio curricular supervisionado do Curso Interdisciplinar em Educação do Campo de Ciências da Natureza

Autores

  • Viviane de Almeida Lima Universidade Federal da Fronteira Sul
  • Milene Ferreira Milleto Universidade Federal do Rio Grande do Sul
  • José Vicente Lima Robaina Universidade Federal do Rio Grande do Sul

DOI:

https://doi.org/10.35819/tear.v7.n2.a3195

Resumo

Resumo: Os cursos de Licenciatura em Educação do Campo da área de Ciências da Natureza trazem como um de seus desafios a necessidade de se discutir a formação de professores por área de conhecimento, não para atuar no campo, mas para atuar na Educação do Campo, em que se considere os princípios, especificidades e demandas emergentes desse contexto. Ante a essa perspectiva, o presente trabalho objetivou identificar os desafios e potencialidades para a prática da interdisciplinaridade no Estágio Curricular Supervisionado III, do Curso Interdisciplinar em Educação do Campo: Ciências da Natureza – Licenciatura, da Universidade Federal da Fronteira Sul (UFFS), Campus Erechim. O Estágio III oferece aos educandos a experiência de conhecer diversas organizações educativas do campo e/ou urbanas, realizando observações em instituições de ensino médio, além de trabalhar uma oficina temática interdisciplinar com os alunos desse grau na escola do campo. Para tanto, utilizou-se do método da pesquisa qualitativa e documental, procedendo-se à análise de relatórios do Estágios III. Como resultados, pode-se inferir que ocorrem lacunas e dificuldades para a efetivação de práticas interdisciplinares, dentre essas, especialmente as relacionadas a estrutura curricular fragmentada das escolas e a dificuldade de planejamento coletivo das atividades interdisciplinares. Porém, emergem elementos potencialmente ricos oriundos do processo formativo na Licenciatura em Educação do Campo com habilitação em Ciências da Natureza, destacando-se a aceitação por parte dos alunos de práticas interdisciplinares.

Palavras-chave: Formação de professores. Práticas interdisciplinares. Educação do Campo.

 

CHALLENGES AND POTENTIALITIES OF SUPERVISED CURRICULAR INTERNSHIP IN THE INTERDISCIPLINAR COURSE IN NATURAL SCIENCES IN RURAL EDUCATION

Abstract: BSc University courses in Natural Sciences in Rural Education bring as one of their challenges the need to discuss teacher education in different fields, not to work in rural areas, but to work in Rural Education, where the principles, specialties and demands that come from this context are considered. Considering this perspective, the aim of this study was to identify the challenges and potentialities for the interdisciplinary practice in the Supervised Curricular Internship III, of Rural Education Interdisciplinary Course: Natural Sciences – BSc, Universidade Federal da Fronteira Sul (UFFS), Campus Erechim. The Internship III offers to students the opportunity to meet several rural and urban learning institutions, to observe high school institutions, and to work an interdisciplinary workshop with their students in the rural school. This study consisted of a qualitative research and document research, where the reports from Internship II were analysed. The results showed that there are gaps and difficulties for interdisciplinary practice effectiveness, especially the ones related to a fragmented curriculum in the schools and the difficulty of collective planning of interdisciplinary practices. Nevertheless, there are potentially rich elements that come along the process of becoming BSc in Rural Education BA with qualification in Natural Sciences, especially the acceptance of interdisciplinary practice by students.

Keywords: Teachers Education, Interdisciplinary Practice, Rural Education.

Biografia do Autor

Viviane de Almeida Lima, Universidade Federal da Fronteira Sul

 Professora da Universidade Federal da Fronteira Sul do Curso Interdisciplinar em Educação do Campo – Ciências da Natureza -Licenciatura – Campus Erechim. Doutoranda do Programa de Pós-Graduação em Educação em Ciências: Química da Vida e Saúde; Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, RS; Endereço eletrônico: viviane.lima@uffs.edu.br 

Milene Ferreira Milleto, Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Professora da Escola Estadual de Ensino Médio Nossa Senhora da Assunção. Doutoranda do Programa de Pós-Graduação em Educação em Ciências: Química da Vida e Saúde; Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, RS; Endereço eletrônico: mmiletto@hotmail.com

José Vicente Lima Robaina, Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Professor da Universidade Federal do Rio Grande do Sul do Curso do Curso Educação do Campo – Habilitação em Ciências da Natureza. Orientador do Programa de Pós-Graduação em Educação em Ciências: Química da Vida e Saúde; Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, RS; Endereço eletrônico: jose.robaina@ufrgs.br

Downloads

Publicado

2018-12-06