Comunidades de prática como instrumento da gestão do conhecimento em organizações públicas: reflexões acerca dos benefícios individuais e institucionais e aproximações com a formação humana integral

Autores

  • Jonas Baronio Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul
  • Aline Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul, campus Porto Alegre

DOI:

https://doi.org/10.35819/scientiatec.v8i2.4861

Resumo

Comunidades de prática são ferramentas de gestão do conhecimento utilizadas para propiciar a aprendizagem colaborativa em práticas profissionais. O crescente uso de tecnologias digitais criou bases para o desenvolvimento das comunidades virtuais de prática - VCoP. Nesse cenário, nos propusemos a investigar como a aprendizagem colaborativa, por meio de interação em uma VCoP é capaz de aprimorar as práticas de gerenciamento de contratos administrativos, bem como contribuir para a formação humana integral - FHI de seus membros, no contexto do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul - IFRS. Nesse trabalho apresentamos um recorte da nossa pesquisa, considerando os benefícios institucionais e individuais que VCoP podem proporcionar em organizações públicas e as aproximações que elas têm com a FHI. A metodologia consistiu em pesquisa bibliográfica direcionada a conhecer comunidades de prática em organizações públicas brasileiras. Os resultados da pesquisa apontam que as VCoP investigadas proporcionam benefícios institucionais e individuais, e o desenvolvimento de dimensões cognitivas, éticas, sociais e afetivas dos participantes contribuindo para a FHI, mesmo que não intencionalmente. A partir dos achados dessa pesquisa será concebida uma VCoP no IFRS, com a finalidade de propiciar aprendizagem colaborativa.

Downloads

Publicado

2021-09-21