O uso da tradução automática e da aprendizagem baseada em projetos na produção de gêneros textuais escritos

Autores

  • Aline Provedel Dib IFSC

DOI:

https://doi.org/10.35819/linguatec.v6.n1.4954

Resumo

O objetivo deste trabalho é apresentar uma prática de sala de aula que envolve ensino de inglês como língua adicional, tradução e produção textual, usando componentes da aprendizagem baseada em projetos (FRIED-BOOTH, 2002; LEFFA; IRALA, 2014; STOLLER, 2006). A partir da análise de necessidades (HUTCHINSON; WATERS, 1987) dos estudantes do último ano do Ensino Médio/Técnico Integrado em Eletrônica, o gênero textual escolhido para ser elaborado como produto final do projeto foi o abstract. Ademais, o projeto incluiu a produção de resumos e resenhas críticas de livros e séries devido ao interesse dos alunos por esses assuntos. Diante de uma turma que apresentava diferentes níveis de proficiência
linguística, discutir com os alunos sobre a prática tradutória e o uso do Google Tradutor foi uma forma de inclusão e reflexão sobre as línguas. Além disso, tal diversidade orientou minha escolha pela aprendizagem baseada em projetos, a qual possibilitou diferentes formas de engajamento. Durante a produção dos textos propostos, reflexões de ordem política, social, cultural e linguística emergiram. Por fim, pela qualidade dos textos apresentados e pelo retorno dos alunos acerca da atividade, pode-se dizer que foi uma experiência exitosa.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Aline Provedel Dib, IFSC

Doutora. IFSC (Instituto Federal de Santa Catarina, Florianópolis, Santa Catarina, Brasil).

Downloads

Publicado

2021-06-17

Edição

Seção

Narrativas de ensino