A utilização dos recursos tecnológicos no ensino e aprendizagem de língua inglesa

Autores

  • Daiane Signor de Souza IFRS
  • Lucilene Bender de Sousa IFRS

DOI:

https://doi.org/10.35819/linguatec.v6.n1.4892

Resumo

 Os recursos tecnológicos vêm provocando importantes mudanças na educação e adquirindo cada vez mais espaço em sala de aula. Diante dessas transformações, este artigo tem o objetivo de investigar como os recursos tecnológicos podem auxiliar no processo de ensino e aprendizagem de inglês como língua adicional através da pesquisa bibliográfica. Os inúmeros sites e aplicativos encontrados podem ser usados para desenvolver habilidades comunicativas específicas ou para o trabalho com a língua de forma integral. No entanto, para que haja um melhor aproveitamento desses recursos, é imprescindível que o professor se coloque na posição de mediador, conheça e use essas ferramentas, bem como incentive a autonomia dos seus alunos de forma que possam complementar o ensino com as atividades on-line fora da sala de aula. Nesse contexto, o professor exerce papel fundamental, guiando os alunos na aprendizagem da língua e na exploração de ferramentas tecnológicas que oportunizam a eles maior autonomia e responsabilidade na construção do conhecimento.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Daiane Signor de Souza, IFRS

Possui graduação em Pedagogia pelo Centro Universitário Internacional e especialização em Ensino, Linguagens e suas Tecnologias pelo Instituto Federal do Rio Grande do Sul (IFRS).

Lattes: http://lattes.cnpq.br/3227620585384812

ORCID: https://orcid.org/0000-0003-4789-5289

Lucilene Bender de Sousa, IFRS

Doutora em Linguística pela PUCRS com doutorado sanduíche na Universidade de Pittsburgh, no Learning Research and Development Center (LRDC). Possui mestrado em Letras, área de concentração em Leitura e Cognição, e graduação em Letras Português/Inglês pela Universidade de Santa Cruz do Sul. Tem experiência na área de ensino tanto de língua materna quanto de língua estrangeira. Atua 40 horas com dedicação exclusiva no IFRS campus Farroupilha. Tem como área de pesquisa a Psicolinguística, com foco na aquisição da linguagem, leitura, cognição e léxico.

Lattes: http://lattes.cnpq.br/2193271042372742

ORCID: https://orcid.org/0000-0002-3833-5987

 

Downloads

Publicado

2021-06-17

Edição

Seção

Artigos Acadêmicos