Duolingo for Schools: avaliando o uso de uma ferramenta com traços de gamificação no IFCE

Autores

  • Karlucy Farias de Sousa Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará
  • Francisco Rodrigues de Lima Neto Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará
  • Nukácia Meyre Silva Araújo Universidade Estadual do Ceará

DOI:

https://doi.org/10.35819/linguatec.v5.n2.4545

Resumo

Partindo do princípio de que a maioria dos alunos ainda não reconhece a importância de saber inglês nos dias atuais, o que contribui para a marginalização dessa disciplina em meio às demais do currículo, este projeto examinou a eficácia da tentativa de engajar os estudantes no aprendizado dessa língua por meio da ferramenta Duolingo em um dos campi[1] do interior do estado do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará, sob a ótica de Pimenta et al. (2016), Marzari e Gehres (2015) e Sabota e Pereira (2017). Além de ser gratuita e divertida, essa ferramenta permite ao docente acompanhar o progresso dos aprendizes através do Duolingo for Schools e designar atividades que podem ser resolvidas em sala ou em casa. A pesquisa foi predominantemente exploratória, com traços descritivos. O estudo foi realizado com todos os alunos que já cursaram as disciplinas de Inglês Instrumental do campus que aceitaram colaborar (33 discentes). Quanto à forma de implementação da ferramenta: primeiramente, a professora criou sua conta no Duolingo for Schools e as respectivas salas para suas turmas. Ao fim do semestre, os sujeitos responderam a um questionário com perguntas sobre: (a) Perfil Discente e (b) Duolingo. Observou-se que 55% dos participantes considerou a língua importante para sua formação acadêmica, visto que o mercado de trabalho está cada vez mais globalizado; 94% deles falou que já conhecia o Duolingo; 91% relatou que gostava de jogar devido a sua praticidade e que foi possível aprender novas palavras, como cidades, verbos e objetos. Com tal projeto, podemos concluir que o Duolingo possivelmente favoreceu a aprendizagem da língua inglesa pelos participantes. Espera-se que esta pesquisa tenha proporcionado a exposição dos alunos a recursos úteis na aprendizagem de inglês.

[1] Campus Limoeiro do Norte.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Karlucy Farias de Sousa, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará

Possui Graduação em Letras (Inglês - Licenciatura e respectiva Literatura) pela Universidade Estadual do Ceará (2009) e Mestrado em Linguística Aplicada (Concentração em Estudos da Linguagem) pela Universidade Estadual do Ceará (2013). Atualmente, é professora de Língua Inglesa do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará (IFCE-Campus Limoeiro do Norte). É também Técnica em Agenciamento e Guia pelo Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará (2006). É autora da série "Inglês II: leitura e estrutura gramatical", voltada para os pré-vestibulandos, da Smile Editorial (2014/2015/2016). 

Nukácia Meyre Silva Araújo, Universidade Estadual do Ceará

Atualmente é Pró-reitora de Pós-graduação e Pesquisa da Universidade Estadual do Ceará. É graduada em Letras pela Universidade Estadual do Ceará (1992), mestre em Lingüística (1998) e doutora em Educação (2008) pela Universidade Federal do Ceará. É professora do Programa de Pós-Graduação em Linguística Aplicada (PosLA), do Mestrado Profissional em Letras/UECE e do Curso de Letras da Universidade Estadual do Ceará (UECE). Atuou como coordenadora do Mestrado Profissional em Letras/UECE de 2013 a 2016. Foi colaboradora na equipe da Diretoria de Educação a Distância do IFCE, nos cursos da Universidade Aberta do Brasil-UAB de 2007 a 2014. Tem experiência nas áreas de Linguística e Linguística Aplicada, com ênfase em Língua Portuguesa e atua principalmente com os seguintes temas: ensino de língua portuguesa, linguagem e novas tecnologias, educação a distância, formação de professores, elaboração de material didático. Desenvolve pesquisas na área de ensino e novas tecnologias, produção de recursos educacionais digitais (CDD), curadoria digital em Linguística Aplicada. É autora de livros didáticos e de obras de literatura infantil. Em sua experiência administrativa, destacam-se também a Direção do Centro de Humanidades da UECE e Coordenação do Curso de Especialização em Ensino de Língua Portuguesa- CH/UECE. Consultora Ad-hoc FINEP CT-Infra/2013; Consultora Ad hoc da CAPES/2015/2017/2018. Tesoureira da ALAB (Associação de Linguística Aplicada do Brasil), biênio 2020-2021.

Downloads

Publicado

2020-11-20

Edição

Seção

Artigos Acadêmicos