Quixote nas aulas de língua espanhola - leituras invertidas: um relato de experiência.

Autores

  • Ana Raquel de Sousa Lima IFPI

DOI:

https://doi.org/10.35819/linguatec.v5.n2.4463

Resumo

Compreende-se que as recepções dos clássicos como possibilidade de aquisição de riquezas, as quais já mencionava Ítalo Calvino, podem ser percebidas através das diversas leituras e releituras realizadas em obras literárias. Com isso, vê-se a necessidade de recepcioná-las em sala de aula. Partindo dessa ponderação, esse trabalho tem por objetivo refletir sobre a recepção do clássico de Cervantes, Dom Quixote de la Mancha, pelos alunos do segundo ano do ensino técnico integrado ao médio do IFPI, uma vez que a obra ainda se apresenta como um texto literário desconhecido para uma parcela desse público. Para subsidiar esse trabalho, são utilizadas as reflexões de Lajolo (2001), Candido (2004) e Cosson (2012). Portanto, identificou-se que, embora a obra cervantina seja um clássico da literatura espanhola, ela ainda merece uma atenção especial nas aulas de espanhol do ensino médio. Para além disso, observou-se a necessidade de uma formação por parte do professor de língua espanhola para realizar estas atividades em sala de aula de maneira significativa e prazerosa.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2020-11-20

Edição

Seção

Narrativas de ensino