O processo de ensino-aprendizagem de língua inglesa por meio do modelo de rotação por estações

  • Natália Leão Prudente Instituto Federal Goiano - Campus Iporá
Palavras-chave: Rotação por estações, Ensino híbrido, Ensino-aprendizagem

Resumo

O aluno que está em sala de aula hoje é dissonante daquele que exercia esse papel no século passado. Segundo Marc Prensky (2010) os envolvidos no processo de ensino-aprendizagem são nativos digitais, acostumados com diversas tecnologias que proporcionam acesso a uma grande quantidade de informações em menor tempo, modificando, assim, formas de pensar e construir conhecimento. O ensino híbrido (blended learning) oferece a possibilidade de envolver o aluno como participante ativo do processo, pois integra tecnologias digitais ao currículo escolar e permite que o conhecimento seja cada vez mais significativo e se afaste do lugar abstrato que ele tende a ocupar nas salas de aula tradicionais. Entender, pois, o aluno como sujeito primordial do processo de ensino-aprendizagem é essencial para construção de uma aprendizagem significativa por meio da mediação do professor ao trabalho individual, com pares e/ou em grupos. Isso posto, objetiva-se investigar a maneira pela qual o trabalho por meio de rotação por estação (HORN & STAKER, 2015) influencia o processo de ensino-aprendizagem de língua inglesa em salas de aula, muitas vezes, numerosas e heterogêneas. Para tanto, por meio da aplicação de um plano de aula que se baseia nesse modelo em uma turma do curso Técnico em Agropecuária Integrado ao Ensino Médio, no Instituto Federal Goiano – Campus Iporá, baseando-se nas observações da aula e na coleta de dados confirma-se hipóteses como: o modelo amplia a conexão do professor com os alunos, potencializa o aprendizado da língua alvo, torna o ensino mais significativo para os sujeitos inseridos no processo, muitas vezes desmotivados por modelos de ensino tradicionais, personaliza o ensino de modo que cada um participe ativamente do processo por meio do diálogo com o outro.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Natália Leão Prudente, Instituto Federal Goiano - Campus Iporá
Possui graduação em Letras pela Universidade Estadual de Goiás - Iporá (2011) e mestrado em Teoria Literária pela Universidade de Brasília (2015). Atualmente é professora do ensino básico, técnico e tecnológico do Instituto Federal Goiano - Campus Iporá. Tem experiência na área de Letras, com ênfase em língua inglesa e literatura.

Referências

BACICH, Lilian; TREVISANI, Fernando de Mello; TANZI NETO, Adolfo (org.). Ensino híbrido: personalização e tecnologia na educação. Porto Alegre: Penso Editora, 2015.

CASTELLS, Manuel. (2009). Communication Power. New York: Oxford University Press.

CHRISTENSEN, Clayton M; HORN, Michael B; JOHNSON, Curtis W. Inovação na sala de aula: como a inovação disruptiva muda a forma de aprender. Porto Alegre: Bookman, 2012.

DIAS, Reinildes. JUCÁ, Leina. FARIA, Raquel. High up: ensino médio. Cotia, SP: Macmillan, 2013.

DREMBOX LEARNING. Disponível em: <http://www.dreambox.com/blog/thoughts-implementing-blended-learning-model>. Acesso em: 18 set. 2016.

GARDNER, Howard. Estruturas da mente: a Teoria das Múltiplas Inteligências. Porto Alegre: Artes Médicas, 1994.

GOMES, Patrícia. Ensino híbrido é o único jeito de transformar a educação: entrevista com Michael Horn. 2014. Disponível em: < http://porvir.org/ensino-hibrido-e-unico-jeito-de-transformar-educacao/> . Acesso em: 18 set. 2016.

GOOGLE FORMULÁRIOS. Disponível em: <https://www.google.com/intl/pt-BR/forms/about/>. Acesso em: 05 set. 2016.

HORN, Michael B.; STAKER, Heather. Blended: usando a inovação disruptiva para aprimorar a educação. Porto Alegre: Penso Editora, 2015.

LIMA, Leandro Holanda Fernandes; MOURA, Flávia Ribeiro de. O professor no ensino híbrido. In: BACICH, Lilian; TREVISANI, Fernando de Mello; TANZI NETO, Adolfo (org.). Ensino híbrido: personalização e tecnologia na educação. Porto Alegre: Penso Editora, 2015.

PRENSKY, Mark. O papel da tecnologia no ensino e na sala de aula. Conjectura, v. 15, n. 2, p. 201-204, maio/ago. 2010.

RODRIGUES, Eric Freitas. A avaliação e a tecnologia. In: BACICH, Lilian; TREVISANI, Fernando de Mello; TANZI NETO, Adolfo (org.). Ensino híbrido: personalização e tecnologia na educação. Porto Alegre: Penso Editora, 2015.

SHORT STORY ABOUT HIGH SCHOOL LOVE. Disponível em: < https://www.youtube.com/watch?v=ziAlTeTeNgY>. Acesso em: 05 set. 2016.

THE ONLY EXCEPTION. Disponível em: < https://www.youtube.com/watch?v=-J7J_IWUhls> Acesso em: 05 set. 2016.

Publicado
2016-11-21
Seção
Artigos Acadêmicos