Novos caminhos: o velho neoliberalismo em ataque à educação

Autores

DOI:

https://doi.org/10.35819/tear.v11.n2.a6249

Resumo

O presente trabalho analisa o Programa Novos Caminhos, entendido como uma estratégia que abre caminho de privatização e empresariamento da educação profissional e tecnológica. O objetivo deste estudo é identificar estratégias privatistas, indicando as consequências do avanço do capital sobre o trabalho e o Estado, buscando, também, monitorar formas de resistência e, sobretudo, de avanço da luta progressista que visa a garantia de direitos. O materialismo histórico e dialético é assumido aqui como aporte teórico e metodológico, a partir do qual documentos oficiais e referências teóricas serão usadas para identificar as categorias presentes no movimento estudado a fim de evoluir da compreensão para uma ação de resistência contra os ataques e impactos observados. Ao final do texto, espera-se confirmar que o programa pesquisado pode ser compreendido como uma ação de privatização da educação profissional pública, pois envolve interesses que enfraquecem a atuação estatal e precarizam ainda mais o mundo do trabalho. 

 

Palavras-chave: Neoliberalismo. Trabalho. Privatização. 

Biografia do Autor

Tiago Fávero de Oliveira, IF Sudeste MG - Campus Santos Dumont

Doutorando em Políticas Públicas e Formação Humana (PPFH/UERJ). Professor de Filosofia do IF Sudeste de Minas Gerais do Campus Santos Dumont – MG. 

Downloads

Publicado

2022-12-07

Como Citar

FÁVERO DE OLIVEIRA, T. Novos caminhos: o velho neoliberalismo em ataque à educação. #Tear: Revista de Educação, Ciência e Tecnologia, Canoas, v. 11, n. 2, 2022. DOI: 10.35819/tear.v11.n2.a6249. Disponível em: https://periodicos.ifrs.edu.br/index.php/tear/article/view/6249. Acesso em: 31 jan. 2023.