Análise do desempenho de pessoas com deficiência que prestaram o exame nacional do ensino médio - ENEM

Autores

  • Caue Gomes de Oliveira Universade Federal de Rio Grande - FURG
  • Regina Barwaldt UFRGS
  • Giancarlo Lucca Universidad Pública de Navarra

DOI:

https://doi.org/10.35819/tear.v9.n1.a4038

Resumo

Resumo: Atualmente o ingresso no ensino superior acontece de forma majoritária pela realização do Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM), que chega a contar com cinco milhões de participantes por ano. Essa prova trouxe facilidade para cursar uma universidade, seja ela pública ou privada, porém, para pessoas com deficiência, ser um universitário ainda é um grande obstáculo. É apresentado nesse artigo uma análise dos participantes que possuem deficiências físicas e psicológicas que prestaram o ENEM, por meio de um modelo preditivo, com o intuito de auxiliar na compreensão do desempenho final do candidato. Utilizando técnicas de mineração de dados aplicado na base de dados referente à prova realizada em 2018, fez-se o uso de um algoritmo de aprendizagem de máquina, o C4.5, que gera um padrão interpretável através de uma árvore de decisão, para predizer qual foi o desempenho final do candidato, de acordo com algumas características, tais como: socioeconômicas, demográficas, étnicas, faixa-etária e formação acadêmica, verificando se tais atributos influenciam no rendimento final.

Palavras-chave: Mineração de dados educacionais. ENEM. C4.5. Pessoas com deficiência.

Downloads

Publicado

2020-07-02