Dez anos de criação dos Institutos Federais de Educação, Ciência e Tecnologia: sobre a oferta de licenciaturas nas áreas de ciências e matemática

Autores

DOI:

https://doi.org/10.35819/tear.v9.n1.a4019

Resumo

Resumo: Passados dez anos da criação dos Institutos Federais de Educação, Ciência e Tecnologia (IF), apresentamos neste artigo o quantitativo dos cursos existentes nestas instituições, com especial atenção para as licenciaturas em Ciências da Natureza, Ciências Biológicas, Física, Química e Matemática. Tal motivação nos surgiu devido, por um lado, ao contexto de criação dos IF, originalmente instituições de ensino voltadas para a educação técnica e profissional, e, por outro lado, à Lei de Criação dos IF, que exige uma reserva 20% de suas vagas para cursos de formação de professores, sobretudo nas áreas de Ciências e Matemática. Neste cenário, investigamos o espaço que as licenciaturas ocupam nos IF a partir de consultas a Plataforma Nilo Peçanha (PNP) - ano base de 2018, ambiente virtual de disseminação das estatísticas oficiais dos IF. Com base no quantitativo total de cursos existentes nos IF, identificamos uma maior oferta para os cursos técnicos, cerca de 51% do total de cursos, e um expressivo crescimento das licenciaturas, cerca de 7% do total de cursos. Ademais, observamos que há 26 diferentes licenciaturas em funcionamento nos IF, sendo que aproximadamente 62% desse total são nas áreas de Ciências e Matemática. Com isso, temos que, passada a primeira década, a característica histórica das instituições que deram origem aos IF tem sido preservada, pois há maior oferta para os cursos técnicos e, ao mesmo tempo, a oferta de licenciaturas cresceu e se afirmou na matriz institucional dos IF.

Palavras-chave: Institutos Federais. Licenciaturas. Ciências e Matemática.

Downloads

Publicado

2020-07-02