Uma experiência de Geometria Plana com Tecnologias no ensino básico: um olhar a partir da Teoria de Van Hiele

Autores

  • Rodrigo Sychocki da Silva Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) Instituto de Matemática e Estatística (IME) Departamento de Matemática Pura e Aplicada (DMPA)
  • Rose Grochot Gayeski Mestranda do curso de Pós-Graduação em Ensino de Matemática (UFRGS), modalidade acadêmico.

DOI:

https://doi.org/10.35819/tear.v7.n1.a2657

Resumo

Resumo: O presente artigo tem como objetivo apresentar e analisar os resultados de uma sequência de atividades desenvolvidas no software GeoGebra e feitas com estudantes do Ensino Médio. O conteúdo desenvolvido nas atividades foi o de Geometria Plana com ênfase em polígonos e quadriláteros notáveis. O artigo tece também reflexões sobre como a tecnologia pode potencializar e auxiliar o professor no ensino da Geometria. As atividades desenvolvidas tiveram o aporte teórico no modelo de pensamento geométrico de Van Hiele e a utilização dos recursos tecnológicos em sala de aula está fundamentada em uma perspectiva teórica conforme os autores estudados. A reflexão aqui apresentada é fruto de um estudo qualitativo, no qual se utilizou o software GeoGebra como recurso tecnológico. Como intuito de averiguar o desenvolvimento de competências e habilidades geométricas foi realizado com a turma durante o experimento de ensino um pré-teste e um pós-teste. A título de conclusão infere-se que o experimento de ensino possibilitou aos estudantes avançar progressivamente na construção de conhecimentos sobre polígonos e quadriláteros notáveis; e ao professor-pesquisador, refletir sobre a qualidade do ensino da geometria quando se integram recursos tecnológicos ao fazer docente.

Palavras-chave: Geometria. Ensino. Aprendizagem. Tecnologias Digitais.

 

An Experience of Flat Geometry with Technologies in Basic Education: a Look from the Van Hiele Theory

 

Abstract: The present article aims to present and analyze the results of a sequence of activities developed in GeoGebra software and made with high school students. The content developed in the activities was that of Flat Geometry with emphasis on polygons and remarkable quadrilaterals. The article also discusses how technology can enhance and assist teachers in the teaching of Geometry. The activities developed had the theoretical contribution in the Van Hiele geometric thinking model and the use of technological resources in the classroom is based on a theoretical perspective according to the authors studied. The reflection presented here is the result of a qualitative study, in which GeoGebra software was used as the technological resource. In order to ascertain the development of geometric skills and abilities, a pre-test and a post-test were performed with the class during the teaching experiment. As a conclusion, it is inferred that the teaching experiment made it possible for the students to progress progressively in the construction of knowledge about remarkable polygons and quadrilaterals; and the teacher-researcher, reflect on the quality of geometry teaching when integrating technological resources when making teachers.

 

Keywords: Geometry. Teaching. Learning. Digital Technologies.

Biografia do Autor

Rodrigo Sychocki da Silva, Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) Instituto de Matemática e Estatística (IME) Departamento de Matemática Pura e Aplicada (DMPA)

Licenciado em Matemática (2007), mestre em Ensino de Matemática (2012) e doutor em Informática na Educação (2015) pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Atualmente é professor Adjunto-A do DMPA (Departamento de Matemática Pura e Aplicada) do Instituto de Matemática e Estatística (IME) da UFRGS, com atuação em disciplinas do DMPA. É professor/orientador credenciado ao Pós-Graduação em Ensino de Matemática (Profissional (conceito CAPES 5 (2016)) e Acadêmico (conceito CAPES 3 (2016))). Foi professor efetivo do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul (IFRS) - Campus Caxias do Sul de agosto (2011) até julho (2016) com atuação em cursos de nível básico e superior. As áreas de interesse e pesquisa são: tecnologia informática no ensino e aprendizagem da matemática, contribuições das teorias cognitivas para a aprendizagem da matemática, modelagem matemática com uso da tecnologia informática.

Downloads

Publicado

2018-07-03

Edição

Seção

Seção Livre