Produção de álcool etílico 70°INPM para utilização no combate à pandemia de coronavírus nos Municípios de Erechim/RS e da Região do Alto Uruguai

Autores

  • Marilia Assunta Sfredo IFRS Campus Erechim
  • Marlice Salete Bonacina
  • Kelly de Carvalho Teixeira
  • Denise Olkoski
  • Giovane Rodrigues Jardim
  • Toni Luis Benazzi
  • Wagner Luiz Priamo
  • Caroline Samojeden

Palavras-chave:

Saúde pública, Antisséptico, COVID-19

Resumo

A pandemia causada pelo vírus SARS-CoV-2, que provoca a COVID-19 iniciou em março de 2020 no Rio Grande do Sul e no mesmo período, o IFRS oficializou a interrupção de todas as atividades letivas. A escassez de antissépticos no mercado gerou uma demanda de álcool etílico 70°INPM por parte do sistema de saúde da Região do Alto Uruguai e um grupo de professoras e professores se reuniu no Laboratório de Química do IFRS Campus Erechim para produzir o saneante a ser doado à comunidade. A metodologia de elaboração do álcool etílico 70°INPM seguiu as recomendações apresentadas no Formulário Nacional da Farmacopeia Brasileira, conforme exigência da ANVISA. A ação contou com a colaboração de doze entidades que doaram embalagens, insumos e impressão de rótulos. Em quatro meses de produção foram elaborados 400 litros de álcool etílico 70°INPM, que foram distribuídos para quinze entidades da Região do Alto Uruguai. A ação contribuiu para diminuir a infecção pelo novo coronavírus num momento em que havia grande escassez de álcool etílico 70°INPM, permitindo que hospitais e Unidades Básicas de Saúde operassem normalmente.

Downloads

Publicado

2021-06-22

Edição

Seção

RELATOS - AÇÕES DE ENFRENTAMENTO À COVID