O uso da tecnologia e do pensamento computacional para promover a inclusão digital por meio de oficinas lúdicas

Autores

  • Anelise Lemke Kologeski IFRS Campus Osório
  • Vithória da Silveira Batista
  • Natália Bernardo Nunes
  • Rafaela da Silva Bobsin
  • Vitória de Souza Fabricio

Palavras-chave:

Educação, Inclusão Digital, Oficinas Lúdicas, Pensamento Computacional

Resumo

Este trabalho aborda uma experiência com oficinas práticas, envolvendo o uso de jogos lúdicos e programação básica, por meio de plataformas gratuitas. Os conteúdos trabalhados envolvem o pensamento computacional e o raciocínio lógico, que se fazem presentes na vida dos estudantes, principalmente para a geração dos “Nativos Digitais”. O público-alvo são alunos das séries finais do Ensino Fundamental, e o objetivo das oficinas é oportunizar um aprendizado contextualizado, contribuindo para uma educação de qualidade, bem como para a inclusão digital. As oficinas obtiveram 380 participantes de 19 instituições diferentes, durante os anos de 2018 e 2019. Os resultados até o momento mostram que a experiência foi bastante proveitosa, com até 30,4% de melhoria por parte dos alunos, na resolução de problemas e compreensão de enunciados.

Referências

BRACKMANN, Christian. Desenvolvimento do Pensamento Computacional Através de Atividades Desplugadas na Educação Básica. 2017. Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), Porto Alegre, RS, Brasil, 2017. Disponível em: <http://hdl.handle.net/10183/172208>. Acesso em: 30 de agosto de 2019.
Folha de Londrina, 2018. Uso de Tecnologias nas escolas ainda é precário. Disponível em: <https://folhadelondrina.com.br/cadernos-especiais/uso-de-tecnologias-nas-escolas-ainda-e-precario-1001410.html>. Acesso em 17 de outubro de 2019.
GARLET, Daniela; BIGOLIN, Nara M.; SIDNEI, Renato S.. Uma Proposta para o Ensino de Programação de Computadores na Educação Básica. Universidade Federal de Santa Maria (UFSM), Santa Maria, RS, Brasil, 2016.
MORGADO, José Carlos. O professor como decisor curricular: de ortodoxo a cosmopolita. Revista Tempos e Espaços em Educação, São Cristóvão, Sergipe, Brasil, v. 9, n. 18, p. 55-64, jan./abr. 2016. ISSN: 2358-1425 (versão online). Disponível em: <https://seer.ufs.br/index.php/revtee/article/view/4964>. Acesso em: 10 de outubro de 2019.
NETO, Aldenor de S. L.. O uso da Linguagem de Programação Voltada para as Crianças do 9° ano do Ensino Fundamental do Colégio Tiradentes da Escola de Polícia. X Simpósio Linguagens e Identidades da/na Amazônia Sul-Ocidental, 2016.
PALFREY, John; GASSEE, Urs. Nascidos na era digital: entendendo a primeira geração dos nativos digitais. Porto Alegre: Artmed, 2011.
SANTOS, Elisângela R. dos; SOARES, Graciele; BIANCO; Guilherme D.; FILHO, João B. da R.; LAHM, Regis A.. Estímulo do Pensamento Computacional a partir da Computação Desplugada: uma proposta para a Educação Infantil. RELATEC - Revista Latinoamericana de Tecnología Educativa, v. 15, 2016.

Downloads

Publicado

2020-08-10

Edição

Seção

RELATOS DE EXPERIÊNCIAS