Avaliação da qualidade e higiene do leite nos municípios de Carlos Barbosa, Ibiraiaras, Ibirubá e Sertão

  • Maiara Falcade IFRS- campus Sertão
  • Eduarda Lia Zanchet IFRS- campus Sertão
  • Cleimar Grespan IFRS- campus Sertão
  • Carla Verônica Diefenbach IFRS- campus Sertão
Palavras-chave: Qualidade, Higiene, Leite, Extensão

Resumo

Tratando-se de um produto lácteo importante, o leite necessita ter uma qualidade ideal para o consumo e para sua obtenção carece-se de cuidados na hora da sua produção. A qualidade dos alimentos, principalmente do leite, relaciona-se com a higiene, alimentação, manejo e armazenamento correto. Este estudo desenvolve-se a oito anos no Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul - Campus Sertão, enfatizando a qualidade e higiene do leite. A higiene juntamente com a água são fatores que interferem na qualidade do produto final. A partir disso realizou-se visitas técnicas nos municípios produtores de leite de Carlos Barbosa, Ibiraiaras, Ibirubá e Sertão, fazendo um elo entre pesquisa, ensino e extensão, onde coleta-se dados, realiza-se a assistência técnica e extensão rural para orientar sobre manejos adequados para melhorias da qualidade e higiene do leite, salientando a importância da permanência dos produtores na atividade leiteira, expondo...

Referências

BRASIL. Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. Instrução normativa nº 76, de 26 de novembro de 2018. 230. ed. Diário oficial da união: Imprensa Nacional Casa Civil da Presidência da República, 30 nov. 2018. Seção 1, p. 9. Disponível em: < http://www.in.gov.br/materia/-/asset_publisher/Kujrw0TZC2Mb/content/id/52750137>. Acesso em: 08 agosto 2019

BRASIL. Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. Instrução normativa nº 77, de 26 de novembro de 2018. 230. ed. Diário oficial da união: Imprensa Nacional Casa Civil da Presidência da República, 30 nov. 2018. Seção 1, p. 10. Disponível em: <http://www.in.gov.br/materia/- /asset_publisher/Kujrw0TZC2Mb/content/id/52750141/do1-2018-11-30-instrucao-normativa-n-77-de-26-de-novembro-de-2018-52749887>. Acesso em: 10 agosto 2019

BRASIL. Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. Instrução normativa nº 78, de 26 de novembro de 2018. 230. ed. Diário oficial da união: Imprensa Nacional Casa Civil da Presidência da República, 30 nov. 2018. Seção 1, p. 13. Disponível em: < http://www.in.gov.br/materia/-/asset_publisher/Kujrw0TZC2Mb/content/id/52753396/do1-2018-11-30-instrucao-normativa-n-78-de-26-de-novembro-de-2018-52753040>. Acesso em: 13 agosto 2019

MANZI, M.P.; FACCIOLLI, P.Y.; NOBREGA, D.B.; TRONCARELLI, M.Z.; LANGONI, H. Relationship between teat – end condition, udder cleanliness and bovine subclínical mastitis. Research in Veterinary Science. São Paulo, v. 93, p. 430 – 434. 2012.

MELO, A. F. et al. Efeitos do estresse térmico na produção de vacas leiteiras: Revisão. PUBVET, v. 10, p. 721-794, 2016.

NOGUEIRA, J. L.; SILVA, M. V. M.; PASSOS, C. C.; FERREIRA, A. O.; MICLINO, M. A.; AMBRÓSIO, C. E. A interferência na saúde devido a presença de antibióticos no leite: uma realidade existente. XXXVI Congresso Brasileiro de Medicina Veterinária, Anais. Porto Seguro/BA, 2009.

RODOSTISTS, O. M.; GAY, C. C.; BLOOD, D. C.; HINCHCIFF, K. W.; Clínica Veterinária – Um tratado de doenças de bovinos, ovinos, suínos, caprinos e eqüinos. São Paulo: Editora Guanabara Koogan, 2007.

SANTOS, M. V.; FONSECA, L. F.; Qualidade do leite e controle da mastite. São Paulo: Lemos, 2000.

SANTOS, M. V.; FONSECA, L. F.; Controle de mastite e qualidade do leite – Desafios e soluções. Pirassununga - SP: Edição dos autores, 2019. 301p.

SANTOS, M.V. Boas práticas de produção associadas à higiene de ordenha e qualidade do leite. In: O Brasil e a nova era do mercado do leite – Compreender para competir. Piracicaba-SP: Agripoint Ltda, 2007, p.135-154

SARKER, S. C.; PARVIN M. S.; RAHMAN, A. K. M.; ISLAM, M. T. Prevalence and risk factors of subclínical mastitis in lactating dairy cows in north and south regions of Bangladesh. Tropical Animal Health Prodruction. Edinburgh, v. 45, p. 1171 – 1176, 2013.

ZSCHÖCK, M.; EL-SAYED, A.; EISSA, M.; LÄMMLER, C., CASTAÑEDAVAZQUEZ, H. Resistencia a penicilina G y oxacilina, de cepas de Staphylococcus aureus aisladas de mastitis bovina subclínica. Veterinária México, Coyoacán, v. 42, n. 3, p. 207-217, 2011.

Publicado
2020-05-21