O Potencial fisiológico de sementes de cártamo tratados por termo terapia via calor úmido

Alternative seed treatment

Autores

DOI:

https://doi.org/10.35819/scientiatec.v7i4.4658

Resumo

A cultura do cártamo (Carthamus tinctorius L.) apresenta interesse econômico com ampla aptidão de uso, desde alimentar a ornamental, oferecendo alta variabilidade de matérias-primas, com boa adaptabilidade de cultivo no Brasil. O objetivo deste trabalho foi avaliar o potencial fisiológico das sementes de cártamo tratadas por termoterapia via calor úmido. Visando o tratamento de semente como alternativa de agricultura com baixo impacto ambiental. O delineamento utilizado foi inteiramente casualizado, em fatorial 4x4 (níveis de temperaturas e períodos de tempo), com oito repetições, sendo cada unidade experimental composta por 50 sementes. Os níveis de temperaturas foram compostos por 25, 35, 45 e 55º C e os períodos de tempo de 5, 10, 15 e 30 min. Avaliou-se o potencial fisiológico das sementes pelos testes de germinação, entropia, frequência relativa de germinação e teste de emergência. Observou-se que os tratamentos de sementes por termoterapia afetaram positivamente o potencial fisiológico das sementes de cártamo, incrementando o percentual de germinação e de emergência de plântulas. Conclui-se que a termoterapia é uma alternativa viável de tratamento de sementes para a cultura do cártamo, desde que utilize os níveis de temperaturas entre 25 a 45º C, pelos períodos de tempo entre 5 e 15 minutos.

Downloads

Publicado

2021-02-07