Toy Art como ferramenta interdisciplinar para o ensino de arte e Biologia Celular

  • Marcelo Alberto Elias Instituto Federal do Paraná
  • Luiz Herculano de Sousa Guilherme Guilherme Instituto Federal de Santa Catarina
  • Fernanda Maria Carneiro Trentini Instituto Federal de Santa Catarina
  • Hendrie Nunes Instituto Federal de Santa Catarina

Resumo

A Didática, dentro das mais diversas áreas do saber nos dias atuais, têm, muitas vezes, afastado os estudantes da construção do conhecimento, com a facilidade digital, por encontrar tudo pronto e rápido, os alunos muitas vezes perdem o interesse e, até mesmo, a motivação em participar ativamente das aulas. Nesse contexto, o ensino de Biologia celular não está isento dessa situação, por muitas vezes tratar de temas complexos e abstratos para os estudantes, o mais fácil é buscar o conceito pronto. Com o enfoque nesse cenário surgiu uma proposta interdisciplinar entre Biologia e Arte na construção de um Toy Art, usando como modelo uma célula com suas respectivas características e estruturas, buscando, dessa forma, promover uma interação e uma apropriação de conceitos mais próximas e significativas aos estudantes. A atividade interdisciplinar contou com dois professores de Biologia, uma professora de Arte e cerca de 95 alunos, estando esses cursando o segundo semestre dos Cursos Técnicos integrados em Informática e Química, sendo que os resultados foram analisados de maneira qualitativa ao final da atividade. Por meio desse movimento, foi possível observar a importância da autonomia dos estudantes como fator motivacional no processo de construção do conhecimento, uma vez que foram os alunos que escolheram seus tipos celulares e que Toy Art iriam desenvolver. Por fim a interdisciplinaridade mais uma vez mostrou-se sólida e fundamental para o processo de ensino e aprendizagem.

Biografia do Autor

Marcelo Alberto Elias, Instituto Federal do Paraná
Departamento Ensino, pesquisa e extensão
Publicado
2019-06-28
Seção
Relatos de Experiência Profissional