Parintins: palco de guerras tribais

Max Deulen Baraúna Nogueira

Resumo


A ilha de Parintins foi palco de guerras inter-étnicas, entre os séculos XVII e VXIII na Amazônia colonial onde vários grupos étnicos habitavam e viviam nela.  A problemática desse trabalho é procurar nas fontes o porquê que faziam guerra contra a etnia Mura? O objetivo geral desse trabalho é fazer uma pesquisa historiográfica sobre as Guerras inter-étnicas (guerra intertribal) entre os povos indígenas que habitavam o período da Amazônia Colonial e os objetivos específicos é analisar a guerra contra o grupo étnico Mura pelo grupo étnico Mundurucu. A metodologia empregada é a pesquisa historiográfica nas fontes primarias que se encontram em arquivos, museus e bibliotecas públicas do Amazonas.  O resultado dessa pesquisa é que pela ferocidade e belicosidade dessas tribos eles conseguiram sobreviver no tempo, não foram exterminadas como tantas dezenas de outros grupos étnico que foram exterminados em contato com os europeus. Concluímos que é necessário fazer um resgate desses personagens, lhe outorgar um protagonismo esquecido que os mesmos merecem, resgatar suas lutas e suas glórias por esses brasileiros que não aceitaram a conquista da Amazônia.

                                                                                         

Palavras-Chaves: Parintins; Guerras; Tribos Indígenas.


Palavras-chave


Parintins; Guerras; Tribos Indígenas.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Capa · Sobre · Pesquisa · Atual · Anteriores

ScientiaTec: Revista de Educação, Ciência e Tecnologia do IFRS

Rua Cel. Vicente, 281 | Bairro Centro | CEP 90.030-041 | Porto Alegre/RS

E-mail: revista.scientiatec@poa.ifrs.edu.br

 

Licença Creative Commons

Esta revista está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional

 

Apoio: Pró-Reitoria de Pesquisa, Pós-Graduação e Inovação (PROPPI) do IFRS.