Caracterização das variáveis físicas e químicas do Lago do Parque Moinhos de Vento, Porto Alegre, RS - estação de primavera

Natália de Oliveira Maboni, Rosa Maria Pacheco, Debora de Lurdes Mellos Rodrigues, Nizângela Gomes dos Reis, Simone Caterina Kapusta

Resumo


Os ambientes aquáticos em parques urbanos representam um atrativo para a população humana, pois além das suas funções ecológicas, são importantes locais de contemplação e recreação. Na cidade de Porto Alegre, o Parque Moinhos de Vento é um dos mais conhecidos e frequentados da capital, possuindo, como um de seus principais atrativos, um Lago raso artificial. O presente trabalho teve o objetivo de caracterizar esse ambiente aquático através da análise dos valores de algumas variáveis físicas e químicas da água (oxigênio dissolvido, oxigênio saturado, pH, turbidez, condutividade e temperatura), obtidos com o auxílio de equipamentos portáteis em 25 pontos amostrais, na estação de primavera. Os valores elevados de oxigênio dissolvido, pH e turbidez, encontrados no presente trabalho, provavelmente, estão sendo influenciados pela produtividade primária, evidenciada pela proliferação de algas, o que pode caracterizar um ambiente em processo de eutrofização. Além da presença de algas, a baixa profundidade do Lago, a atuação do vento e a presença de animais podem promover a ressuspensão do sedimento, colaborando para os elevados valores de turbidez. Como o presente trabalho foi realizado na estação da primavera, salienta-se a necessidade de amostragens nas demais estações, visando acompanhar os processos de produção e decomposição no Lago.

Palavras-chave


Parque Moinhos de Vento; parque urbano; ambiente aquático raso artificial; variáveis físicas e químicas da água

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Capa · Sobre · Pesquisa · Atual · Anteriores

ScientiaTec: Revista de Educação, Ciência e Tecnologia do IFRS

Rua Cel. Vicente, 281 | Bairro Centro | CEP 90.030-041 | Porto Alegre/RS

E-mail: revista.scientiatec@poa.ifrs.edu.br 

 

Apoio: Pró-Reitoria de Pesquisa, Pós-Graduação e Inovação (PROPPI) do IFRS.