Diagnóstico qualitativo e quantitativo da vegetação arbórea da Praça dos Açorianos, Porto Alegre, RS

Jordana Santos da Silva, Karoline Ramos Vianna, Márcia Bündchen

Resumo


Este trabalho teve como objetivo realizar o diagnóstico da vegetação arbórea da Praça dos Açorianos, localizada na cidade de Porto Alegre, RS, Brasil. Em dezembro 2014, foi realizado um levantamento de todas as árvores na área, por meio de amostragem qualitativa e quantitativa. Foram determinados os seguintes parâmetros: nome comum, nome científico, família, origem (planta nativa ou exótica no Brasil), altura, diâmetro, forma do tronco, ocorrência de danos, presença de epífitas e evidência de poda. Os resultados indicaram 142 indivíduos arbóreos, de 38 espécies (ou gêneros) pertencentes a 18 famílias botânicas. As espécies nativas (64%) prevaleceram em relação às exóticas (36%). As espécies mais abundantes foram Syagrus romanzofianna (nativa) e Tipuana tipu (exótica). Verificou-se que 80% dos indivíduos tinham alguma depredação ou vandalismo, 75,5% dos indivíduos tinham evidência de poda, 80% tiveram um tronco reto e 70% eram colonizados por epífitas. Nossos resultados são importantes para as políticas públicas, a fim de planejar e estabelecer um plano de arborização para a cidade.


Palavras-chave


Arborização urbana; Árvores urbanas; Planejamento urbano

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Capa · Sobre · Pesquisa · Atual · Anteriores

ScientiaTec: Revista de Educação, Ciência e Tecnologia do IFRS

Rua Cel. Vicente, 281 | Bairro Centro | CEP 90.030-041 | Porto Alegre/RS

E-mail: revista.scientiatec@poa.ifrs.edu.br 

 

Apoio: Pró-Reitoria de Pesquisa, Pós-Graduação e Inovação (PROPPI) do IFRS.