Análise de erros em produções escritas de língua espanhola por alunos do Ensino Médio/Técnico: o caso dos artigos definidos

Kleber Eckert

Resumo


O tema deste texto é a análise dos erros produzidos com os artigos definidos da língua espanhola por estudantes de Ensino Médio/Técnico em estágio inicial de aprendizagem de espanhol. O texto originou-se de um projeto de pesquisa desenvolvido no IFRS campus Bento Gonçalves, o qual teve entre os seus objetivos a identificação, a classificação e a análise dos erros cometidos pelos estudantes em relação ao uso dos artigos definidos em produções escritas. Para alcançar o objetivo proposto, além de realizar um estudo sistemático sobre os principais usos dos artigos definidos da língua espanhola em contraste com o português, os textos dos alunos foram analisados e os erros identificados. Após, os erros foram reunidos em categorias especialmente criadas para o projeto de pesquisa e analisados a partir dos pressupostos da Análise de Erros, de Corder (1992). Depois da análise, ficou perceptível que o principal motivo para a ocorrência dos erros foi a interferência da língua portuguesa, uma vez que os textos foram escritos por estudantes de língua espanhola em estágio inicial, período em que a língua materna ainda está muito presente na produção escrita dos aprendizes.


Palavras-chave


Artigos definidos. Análise de Erros. Ensino Médio.

Texto completo:

PDF

Referências


ANDRADE, Otávio Goes de. Interlíngua oral e léxico de brasileiros aprendizes de espanhol. Londrina: Eduel, 2011.

BUBOIS, Jean et al. Dicionário de Linguística. São Paulo: Cultrix, 2006.

CORDER, Stephen Pit. La importancia de los errores del que aprende una lengua segunda. In: MUÑOZ LICERAS, Juana. La Adquisición de Lenguas Extranjeras. Madrid: Visor, 1992.

CUNHA, Celso Ferreira da. Gramática da Língua Portuguesa. Rio de Janeiro : Fename, 1972.

DURÃO, Adja Balbino de Amorim Barbieri. Os três modelos da Linguística Contrastiva frente a frente. In: DURÃO, Adja Balbino de Amorim Barbieri Durão (org.). Linguística contrastiva: teoria e prática. Londrina: Moriá, 2004a.

___________________________________. Análisis de Errores en la interlengua de lusohablantes aprendices de español y de españoles aprendices de portugués. 2 ed. Londrina: UEL, 2004b.

________________________. La interferencia como causa de errores de brasileños aprendices de español. In: SEDYCIAS, João. (org.). O ensino do espanhol no Brasil: passado, presente, futuro. São Paulo: Parábola, 2005.

________________________. La interlengua. Madrid: Arco Libros, 2007.

ECKERT, Kleber. O uso do artigo neutro ‘lo’ por aprendizes de espanhol como língua estrangeira: uma questão de língua e leitura. Tese de Doutoramento em Letras – Universidade de Caxias do Sul – UCS, Caxias do Sul, 2014.

FANJUL, Adrián. Gramática de Español Paso a Paso. São Paulo: Moderna, 2005.

FERNÁNDEZ, Sonsoles. Interlengua y análisis de errores en el aprendizaje de español como lengua extranjera. Madrid: Edelsa, 1997.

LOOSE, Roberta Egert. O papel da instrução explícita na aquisição/aprendizagem de estruturas do espanhol por falantes do português. Dissertação de Mestrado em Letras – Universidade Católica de Pelotas – UCPel, Pelotas, 2006.

MARRONE, Célia Siqueira de. Português/Español: aspectos comparativos. 2. ed. Campinas: Pontes, 2005.

MASIP, Vicente. Origem do artigo português e espanhol: aplicações didáticas. In: SEDYCIAS, João. (org.). O ensino do espanhol no Brasil: passado, presente, futuro. São Paulo: Parábola, 2005.

MATTE BON, Francisco. Gramática Comunicativa del español: de la lengua a la idea. Madrid: Edelsa, 1995.

MILANI, Esther Maria. Gramática de Espanhol para brasileiros. 4. ed. São Paulo: Saraiva: 2011.

SANTOS GARGALLO, Isabel. Análisis Contrastivo, Análisis de Errores e Interlengua en el marco de la Lingüística Contrastiva. Madrid: Síntesis, 1993.

_______________________. Lingüística aplicada a la enseñanza del español como lengua extranjera. 3. ed. Madrid: Arco Libros, 2010.

SARMENTO, Ramón; SÁNCHEZ, Aquilino. Gramática Básica del Español: norma y uso. Madrid: SGEL, 1989.

VOLPI, Marina Tazón et al. ¡Así es ! Nivel Inicial. Porto Alegre : Rígel, 2008.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


 

 

LínguaTec, Bento Gonçalves, Rio Grande do Sul, Brasil, v. 1, n. 1, jan./jun. 2016.