Atividades de investigação em Cálculo Diferencial e Integral: uma proposta para o ensino do conceito de limite de uma função com o software GeoGebra

Autores

  • Tailon Thiele Universidade do Porto (UP), Faculdade de Ciências, Departamento de Matemática, Porto, Portugal, Universidade Regional Integrada do Alto Uruguai e das Missões (URI), Frederico Westphalen, RS, Brasil
  • Eliane Miotto Kamphorst Universidade Regional Integrada do Alto Uruguai e das Missões (URI), Frederico Westphalen, RS, Brasil
  • Carmo Henrique Kamphorst Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Farroupilha (IFFar), Frederico Westphalen, RS, Brasil

DOI:

https://doi.org/10.35819/remat2020v6i2id3987

Palavras-chave:

Investigação Matemática, Tecnologias Digitais, Aprendizagem Conceitual, Cálculo Diferencial e Integral

Resumo

Este trabalho objetiva apresentar algumas considerações acerca do desenvolvimento de atividades investigativas apoiadas na utilização de Tecnologias Digitais de Informação e Comunicação (TDIC), no ensino de Cálculo Diferencial e Integral, além de uma proposta metodológica para o ensino do conceito de limite de uma função. Para isso, realizaram-se diversos apontamentos e considerações a partir do existente na bibliografia, sobre a importância da elaboração de atividades de investigação matemática a partir do uso de tecnologias. Salienta- se, ainda, a reconfiguração do papel docente, que precisa estar preparado para lidar em uma organização dinâmica do espaço de aprendizagem. Por fim, é feito um estudo exploratório no qual é apresentada e discutida uma proposta de ensino, baseada na investigação matemática em sala de aula, para a abordagem do conceito de limite de uma função com o uso do software GeoGebra.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Tailon Thiele, Universidade do Porto (UP), Faculdade de Ciências, Departamento de Matemática, Porto, Portugal, Universidade Regional Integrada do Alto Uruguai e das Missões (URI), Frederico Westphalen, RS, Brasil

Graduando em Licenciatura em Matemática - URI-FW. Integrante do Grupo de Estudos e Pesquisas em Matemática e Física - URI-FW.

Eliane Miotto Kamphorst, Universidade Regional Integrada do Alto Uruguai e das Missões (URI), Frederico Westphalen, RS, Brasil

Doutoranda em Educação nas Ciências e Mestre em Modelagem Matemática (UNIJUÍ). Grupo de Estudos e Pesquisas em Matemática e Física (URI/FW). Docente do Departamento de Ciências Exatas e da Terra da Universidade Regional Integrada do Alto Uruguai e das Missões.

Carmo Henrique Kamphorst, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Farroupilha (IFFar), Frederico Westphalen, RS, Brasil

Doutor em Engenharia Mecânica e Mestre em Matemática Aplicada (UFRGS). Docente do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Farroupilha.

Referências

AMORIM, F. V.; SOUSA, G. C. de; SALAZAR, J. V. Atividades com Geogebra para o ensino de Cálculo. In: CONFERÊNCIA INTERAMERICANA DE EDUCAÇÃO MATEMÁTICA, XIII, 2011, Recife, PE. Anais..., Recife, p. 1-12, 2011. Disponível em: https://xiii.ciaem-redumate.org/index.php/xiii_ciaem/xiii_ciaem/paper/viewFile/1649/749. Acesso em: 15 ago. 2020.

AUSUBEL, D. P. Aquisição e retenção de conhecimentos: uma perspectiva cognitiva. Lisboa: Editora Plátano, 2003.

BARBOSA, J. C. Modelagem Matemática e os professores: a questão da formação. Bolema, Rio Claro, SP, v. 14, n. 15, 2001. Disponível em: http://www.periodicos.rc.biblioteca.unesp.br/index.php/bolema/article/view/10622. Acesso em: 15 ago. 2020.

BARBOSA, M. A. O insucesso no ensino e aprendizagem na disciplina de Cálculo Diferencial e Integral. 2004. 101f. Dissertação (Mestrado em Educação) ? Pontifícia Universidade Católica do Paraná, Curitiba, 2004.

BARUFI, M. C. B. A construção/negociação de significados no curso universitário inicial de Cálculo Diferencial e Integral. São Paulo: FE-USP, 1999.

BORBA, M. C.; PENTEADO, M. G. Informática e Educação Matemática. 5. ed. Belo Horizonte: Autêntica Editora, 2012. Coleção Tendências em Educação Matemática, 2.

BORBA, M. C.; SILVA, R. S. R.; GADANIDIS, G. Fases das tecnologias digitais em Educação Matemática: sala de aula e internet em movimento. 1. ed. Belo Horizonte: Autêntica, 2014.

COSTA, L. S.; OLIVEIRA, C. C. Investigando a produção de significados em Cálculo Diferencial e Integral. Brazilian Electronic Journal of Mathematics, v. 1, n. 1, p. 73-87, 2020. DOI: https://doi.org/10.14393/BEJOM-v1-n1-2020-50262.

FONSECA, V.; HENRIQUES, A. A aprendizagem do conceito de limite de funções com recurso a tarefas exploratórias e ao Geogebra. In: ENCONTRO DE INVESTIGAÇÃO EM EDUCAÇÃO MATEMÁTICA, Évora, Portugal, nov. 2016. Atas..., Universidade de Évora, 2016.

FUENTE, Á. C. de la; ARMENTEROS, M. G.; MOLL, V. F. Análisis de un proceso de estudio sobre la enseñanza del límite de una función. Bolema, Rio Claro, SP, v. 26, n. 42B, p. 667-690, abr. 2012. DOI: https://doi.org/10.1590/S0103-636X2012000200013.

GARZELLA, F. A. C. A disciplina Cálculo 1: análise das relações entre as práticas pedagógicas do professor e seus impactos nos alunos. 2013. 275f. Tese (Doutorado em Educação) ? Faculdade de Educação, Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 2013.

GONÇALVES, D. C.; REIS, F. da S. Atividades investigativas de aplicações das derivadas utilizando o GeoGebra. Bolema, Rio Claro, SP, v. 27, n. 46, p. 417-432, ago. 2013. DOI: http://dx.doi.org/10.1590/S0103-636X2013000300006.

JARDIM, D. F.; SILVA, J. M. PEREIRA, M. M.; SOARES JUNIOR, E. A. NEPOMUCENA, T. V. Estudando limites com o GeoGebra. Vozes dos Vales, Diamantina, MG, ano IV, n. 8, p. 1-19, out. 2015. Disponível em: http://site.ufvjm.edu.br/revistamultidisciplinar/files/2015/11/Deborah.pdf. Acesso em: 17 abr. 2020.

LUCKESI, C. C. Gestão democrática da escola, ética e sala de aula. Revista ABC Educatio, São Paulo, SP, v. 64, n. 64, p. 30-33, mar. 2007.

MOTTA, M. S.; ROLIM, M. R. L. B.; SILVEIRA, I. F.; ARAÚJO JUNIOR, C. F. O uso de tecnologias educacionais no desenvolvimento da aprendizagem matemática. Revista Ceciliana, Santos, SP, ano 22, n. 32, p. 153-162, 2011.

ONUCHIC, L. de la R. Ensino-Aprendizagem de Matemática Através da Resolução de Problemas. In: BICUDO, Maria Aparecida Viggiani (Org.). Pesquisa em Educação Matemática: concepções e perspectivas. São Paulo: Editora UNESP, p. 199-218, 1999.

PAGANI, E. M. L.; ALEVATTO, N. S. G. Ensino e aprendizagem de Cálculo Diferencial e Integral: um mapeamento das teses e dissertações produzidas no Brasil. Revista Vidya, Santa Maria, RS, v. 34, n. 2, p. 61-74, 2014.

PONTE, J. P. da; BROCARDO, J.; OLIVEIRA, H. Investigações Matemáticas na Sala de Aula. Belo Horizonte: Autêntica, 2003.

RESENDE, W. M. O ensino de Cálculo: Dificuldades de Natureza Epistemológica. 2003. 468f. Tese (Doutorado em Educação) ? Faculdade de Educação, Universidade de São Paulo, 2003.

RICHIT, A.; BENITES, V. C.; ESCHER, M. A.; MISKULIN, R. G. S. Contribuições do software GeoGebra no estudo de cálculo diferencial e integral: uma experiência com alunos do curso de geologia. Revista do Instituto GeoGebra Internacional de São Paulo. v. 1, n. 1, p. 90-99, 2012.

RICHIT, A.; FARIAS, M. M. Cálculo diferencial e integral e tecnologias digitais: perspectivas de exploração no sofware GeoGebra. In: CONGRESO DE EDUCACIÓN MATEMÁTICA DE AMÉRICA CENTRAL Y EL CARIBE, 1., 2013, Santo Domingo, República Dominicana. Anais... Red de Educación Matemática de América Central y El Caribe, 2013.

SANTOS, C. H. M. dos; BELLINI, W. Investigações matemáticas em sala de aula: Contribuições de uma Tarefa Investigativa no 1º Ano do Ensino Médio. In: ENCONTRO NACIONAL DE EDUCAÇÃO MATEMÁTICA, XII, jul. 2016, São Paulo, SP. Anais..., SBEM, 2016.

SILVA, A. J. da; BECKER, F. Processos da construção de conceitos matemáticos com o Geogebra: o caso do limite de funções reais. Projeção e Docência, Brasília, v. 9, n. 2, p. 188-198, 2018. Disponível em: http://revista.faculdadeprojecao.edu.br/index.php/Projecao3/article/view/1131. Acesso em: 15 ago. 2020.

SILVA, K. A. P. da; VERTUAN, R. E. Um estudo sobre as intervenções docentes em contextos de atividades investigativas no âmbito de aulas de Matemática do Ensino Superior. Ciência & Educação, Bauru, v. 24, n. 2, 501-516. abr./jun. 2018. DOI: https://doi.org/10.1590/1516-731320180020015.

SKOVSMOSE, O. Educação Matemática Crítica: a questão da democracia. Campinas, SP: Papirus, 2001. Coleção Perspectivas em Educação Matemática.

STEWART, J. Cálculo. V. 1, São Paulo: Cengage Learning, 2012.

VIEIRA, A. R. L.; RIOS, P. P. S.; VASCONCELOS, C. A. de. Aprendizagem significativa e a estratégia do uso de mapas conceituais no ensino de Cálculo Diferencial e Integral no curso de Bacharelado em Engenharia Elétrica. Revista de Ensino de Engenharia, v. 39, n. 2, p. 93-102, 2019.

WISLAND, B.; FREITAS, M. C. D.; ISHIDA, C. Y. Desempenho acadêmico dos alunos em curso de Engenharia e Licenciatura na disciplina de Cálculo I. Iberoamerican Journal of Industrial Engineering, Florianópolis, SC, v. 6, n. 11, p. 94-112, 2014.

Downloads

Publicado

2020-08-15

Como Citar

THIELE, T.; KAMPHORST, E. M.; KAMPHORST, C. H. Atividades de investigação em Cálculo Diferencial e Integral: uma proposta para o ensino do conceito de limite de uma função com o software GeoGebra. REMAT: Revista Eletrônica da Matemática, v. 6, n. 2, p. e2002, 15 ago. 2020.

Edição

Seção

Ensino de Matemática