A relação da família no acompanhamento do dever de casa de Matemática

Autores

  • Débora de Lima Velho Junges Universidade do Vale do Rio dos Sinos (UNISINOS), Programa de Pós-Graduação em Educação, São Leopoldo, RS

DOI:

https://doi.org/10.35819/remat2017v3i1id1682

Palavras-chave:

Relação família-escola, Educação Matemática, Dever de casa de Matemática

Resumo

O artigo tem como objetivo apresentar os resultados de uma investigação que procurou analisar como são descritas pelas famílias vinculadas a uma escola localizada em Novo Hamburgo (RS) a sua relação com a escola e com as aprendizagens dos seus filhos no contexto da Educação Matemática. E, ainda, de que forma as famílias procuram auxiliar seus filhos quanto aos deveres de casa de Matemática. O material de pesquisa consiste em entrevistas realizadas com sete famílias e com a professora titular da classe. As ferramentas teóricas estão em conformidade com o eixo temático relação família-escola e sua articulação com os estudos em Educação Matemática. Como resultado da pesquisa, foi possível perceber que as famílias procuravam reproduzir em casa uma postura participativa diante do processo de ensino e de aprendizagem de seus filhos por considerarem que a participação parental nos assuntos relacionados à escola é um elemento importante para o desempenho escolar e descreveram o dever de casa como principal estratégia para essa relação. Além disso, identificaram-se semelhanças entre os jogos de linguagem matemáticos praticados pela forma de vida escolar e aqueles praticados pelas famílias quando auxiliavam seus filhos nos deveres de casa de Matemática.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Débora de Lima Velho Junges, Universidade do Vale do Rio dos Sinos (UNISINOS), Programa de Pós-Graduação em Educação, São Leopoldo, RS

Doutoranda e Mestre (2013) pelo Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade do Vale do Rio dos Sinos (UNISINOS), bolsista Capes/PROEX. Possui graduação em Licenciatura em Matemática pela mesma instituição (2010). Atualmente é professora de matemática em escolas vinculadas à Prefeitura Municipal de Igrejinha e à Secretaria Estadual de Educação do Rio Grande do Sul. É membro do Grupo Interinstitucional de Pesquisa em Educação Matemática e Sociedade (GIPEMS), que integra o Diretório de Grupos de Pesquisa do CNPQ. Interessada principalmente nos seguintes temas: educação matemática e práticas pedagógicas.

Referências

ABREU, G. School numeracy in relation to home cultures. In: ASKEW, Mike; BROWN, Margarete (Orgs.). Teaching and Learning Primary Numeracy: Policy, Practice and Effectiveness. Bera: Research Review Series, 2001, p. 39-44.

ABREU, G.; CLINE, T. Parents' representations of their children's mathematics learning in multiethnic primary schools. British Educational Research Journal, v. 31, n. 6, p. 697-722, dez. 2005.

CARVALHO, M. E. P. O dever de casa como política educacional e objecto de pesquisa. Revista Lusófona de Educação, Lisboa, v. 8, n. 8, p. 85-102, 2006.

CHECHIA, V. A.; ANDRADE, A. S. O desempenho escolar dos filhos na percepção de pais de alunos com sucesso e insucesso escolar. Estudos de Psicologia, Natal, v. 10, n. 3, p. 431-440, dez. 2005.

DAL’IGNA, M. C. Família S/A: um estudo sobre a parceria família-escola. 2011. 182 f. Tese (Doutorado em Educação) – Programa de Pós-Graduação em Educação, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2011.

FISCHER, R. M. B. O dispositivo pedagógico da mídia: modos de educar na (e pela) TV. Educação e Pesquisa, São Paulo, v. 28, n. 1, p. 151-162, jan./jun. 2002.

FOUCAULT, M. Arqueologia do saber. 4. ed. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 1995.

GLORIA, D. M. A. Relação entre escolaridade e diferenças constitutivas das fratrias. Paidéia, Ribeirão Preto, v. 15, n. 30, p. 31-42, abr. 2005.

KLAUS, V. A família na escola: uma aliança produtiva. 2004. 262 f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2004.

KNIJNIK, G.; GIONGO I. M.; WANDERER, F.; DUARTE, C. G. Etnomatemática em movimento. Belo Horizonte: Autêntica Editora, 2012.

KNIJNIK, G.; GIONGO, I. Educação matemática e currículo escolar: um estudo das matemáticas da escola estadual técnica agrícola Guaporé. Zetetiké, Campinas, v. 17, n. 32, p. 61-80, jul./dez. 2009.

MCMULLEN, R.; ABREU, G. Parents' experiences as mediators of their children's learning: the impact of being a parent-teacher. Cerme 6, Lyon, France, p. 54-64, jan. 2009.

NOGUEIRA, M. A. A categoria “família” na pesquisa em sociologia da educação: notas preliminares sobre um processo de desenvolvimento. Inter-Legere, Natal, n. 9, 156-166, jul./dez. 2011.

NUNES, D. G.; VILARINHO, Lúcia Regina Goulart. “Família possível” na relação escola-comunidade. Psicologia Escolar e Educacional, v. 5, n. 2, p. 21-29, jul./dez. 2001.

O’TOOLE, S.; ABREU, G. Parents' past experiences as a mediational tool for understanding their child’s current mathematical learning. European Journal of Psychology of Education, n. 1, p. 75-89, 2005.

REALI, A. M. M. R.; TANCREDI, R. M. S. P. A importância do que se aprende na escola: a parceria escola-famílias em perspectiva. Paidéia, Ribeirão Preto, v. 15, n. 31, p. 239-247, ago. 2005.

RESENDE, T. F. Entre escolas e famílias: revelações dos deveres de casa. Paidéia, Ribeirão Preto, v. 18, n. 40, p. 385-398, 2008.

SOMMER, L. H.; SCHMIDT, S. Formação de professores e consumo: um debate necessário. Educação Unisinos, São Leopoldo, v. 14, n. 3, p. 215-221, set./dez. 2010.

TANNO, M. A. R. S. As diferentes estruturas e situações familiares e suas interações com a escola. 2005. 184 f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Programa de Pós-Graduação em Educação. Universidade Católica de Brasília, Distrito Federal, 2005.

WITTGENSTEIN, L. Investigações Filosóficas. Trad. José Carlos Bruni. São Paulo: Nova Cultural, 1999.

Downloads

Publicado

2017-07-22

Como Citar

JUNGES, D. de L. V. A relação da família no acompanhamento do dever de casa de Matemática. REMAT: Revista Eletrônica da Matemática, Bento Gonçalves, RS, v. 3, n. 1, p. 54–66, 2017. DOI: 10.35819/remat2017v3i1id1682. Disponível em: https://periodicos.ifrs.edu.br/index.php/REMAT/article/view/1682. Acesso em: 14 jul. 2024.

Edição

Seção

Ensino de Matemática