O Programa Música no IFRS – Campus Osório

  • Matheus Stenzel Rodrigues Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul - Campus Osório
  • Agnes Schmeling Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul - Campus Osório
Palavras-chave: Música, Banda, Instrumental, Coral, Educação Musical

Resumo

O Programa Música no IFRS – Campus Osório é composto pelos projetos Banda Polisenso, Atividades Vocais, Grupo Instrumental, Oficinas de Instrumentos Musicais, pelo Festival Cultural e por cursos de Formação Inicial e Continuada de Professores em Música (FICMUS). É desenvolvido por meio de 12 bolsistas (7 voluntários e 5 bolsistas PIBEX) que na maioria trazem habilidades e conhecimentos musicais prévios e é coordenado pela professora de música. A justificativa para desenvolver o presente Programa consiste na urgência da implementação da Lei 11.769/08 que objetiva o ensino e aprendizagem da Educação Musical na Educação Básica e no interesse dos jovens por práticas musicais. Tem como objetivo inserir a música no IFRS - campus Osório ofertando aos alunos diferentes ações musicais que abordem a música como importante linguagem na área da educação bem como estender à comunidade ações musicais de seu interesse. Visa valorizar a música no cotidiano dos alunos, como importante elemento sociocultural, promover o processo de musicalização no âmbito da escola, desenvolver metodologias para aproveitamento das experiências musicais dos participantes, analisar e refletir sobre a música no contexto social e promoção da cidadania. Para atingir os objetivos propostos descrevo os projetos realizados em 2015: 1) Banda Polisenso - formado por bolsistas que tocam instrumentos como bateria, baixo, guitarra e voz, desenvolvendo um repertório entre os estilos Rock e Pop, seus ensaios são semanais e sua interação com a comunidade acontece por meio de apresentações e encontros de bandas; 2) Grupo Instrumental - ofertado para todos que querem fazer música instrumental, desde iniciantes até mais experientes, o que faz com que exista uma grande interação e troca de conhecimentos entre os mesmos. Desenvolve um repertório variado, do erudito ao popular, em ensaios semanais de 2h30min; 3) Atividades Vocais - é composto pelas ações: Coral Jovem (formado por alunos do ensino médio), Coral dos Servidores (formado por servidores e adultos da comunidade do litoral norte), oficinas de técnica vocal e pelo Encontro de Coros. Os corais também têm encontros semanais e desenvolvem um repertório escolhido e, na maioria das vezes, arranjado pelos bolsistas; 4) Oficinas de Instrumentos Musicais - são ofertadas aulas semanais de violão, teclado e flauta doce, ministradas pelos bolsistas e pela professora de música. O Projeto também desenvolve uma oficina de musicalização na ONG – Catavento, dela participam crianças e jovens de 8 a 15 anos de idade e na qual são desenvolvidas atividades e jogos de percepção, interação e criação e há o contato com os instrumentos violão e flauta. O Programa torna-se relevante por proporcionar à comunidade o acesso à música, por estabelecer relação com novas culturas, por valorizar a música no cotidiano dos alunos, por entender as ações como importante meio de desenvolvimento da linguagem musical e elemento sociocultural, cumprindo com a Lei 11.769/08.
Publicado
2015-11-30