Sexualidade: Orientação para Saúde

  • Igor Silva Vaz Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul - Campus Rio Grande
  • Nilza Costa de Magalhães Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul - Campus Rio Grande
  • Carla Regina Andre Silva Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul - Campus Rio Grande
  • Fillipi Alves Silva Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul - Campus Rio Grande
  • Marise Xavier Gonçalves Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul - Campus Rio Grande
Palavras-chave: Saúde, Sexualidade, Educação

Resumo

O projeto Educação para prevenção das DSTs e HIV como fatores de promoção de saúde foi inscrito e aprovado no Edital PROEX/IFRS nº 445/2014 - Edital de Bolsas de Extensão 2015. É a sua segunda edição promovida pelo IFRS-Campus Rio Grande e é destinado à comunidade escolar do município do Rio Grande, de nível fundamental e médio. Sua elaboração e execução justificam-se por considerar-se que os processos de educação são instrumentos importantes para modificar realidades. Os índices em pesquisas sobre as formas de contágio com o vírus HIV, realizadas pelo Ministério da Saúde, vem apontando que muitos jovens estão se contaminando por práticas sexuais desprotegidas. Também é importante a prevenção de gravidez indesejada, pois este fato é um dos agentes determinantes da evasão escolar pelos jovens. O projeto SPE não atinge o ensino Federal, porém o IFRS tem alunos com características dos níveis escolares em que são atendidos os alunos do SPE, adolescentes do ensino integrado e subsequente, e jovens adultos do PROEJA. Portanto, entende-se ser de suma importância em consonância às políticas de saúde do governo, desenvolver um projeto com objetivos semelhantes dentro desta instituição. O projeto tem como objetivos incentivar a prevenção das DSTs, HIV, hepatites e gravidez indesejada, através de intervenções educativas e orientações de práticas sexuais seguras e responsáveis e disponibilizar preservativos ao publico com orientações de seu uso correto. É realizado por uma equipe interdisciplinar, em parceria com a SMS do Rio Grande e dois bolsistas. Na metodologia inclui-se ações de educação e orientação sobre sexualidade e prevenção das DSTs através de atendimentos individuais ou em pequenos grupos por livre demanda e a grupo maiores por agendamento para as oficinas, em que os participantes enviam suas dúvidas antecipadamente e o encontro é elaborado a partir destas necessidades, no modelo de auditório em que a comunidade escolar além dos questionamentos já enviados podem fazer outros, interagindo com os palestrantes, com a realização de quiz e provas interativas. Em 2014 foram cadastrados 107 alunos para retirada permanente de preservativos além dos que foram disponibilizados nos eventos. As oficinas realizadas em 2014 foram destinadas a comunidade de quatro escolas, comunidade surda, e uma oficina tátil para um aluno deficiente visual. Em 2015, os integrantes do projeto participaram do evento “Saúde na estrada” e apresentaram um trabalho no SEURS. Também foram realizadas 2 oficinas, totalizando em média 200 participantes e para a 3ª oficina, já tem-se 60 alunos confirmados. Foi criado um e-mail para mediar o contato com as escolas, uma página no Facebook visando a divulgação de informações sobre o tema e atendimento online da comunidade em geral. Em nossa página, temos uma média de 540 seguidores, numa faixa etária entre 13 e 65 anos, sendo estes 70% mulheres e 30% homens, alcançando não só o Brasil, como também Angola, Argentina e Romênia.

Publicado
2015-11-30