O Geoprocessamento como ferramenta de ensino para as disciplinas do Ensino Fundamental da Rede Municipal do Rio Grande

  • Nathália Fondaik Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul - Campus Rio Grande
  • Henrique Lopes Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul - Campus Rio Grande
  • Franciane Coimbra Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul - Campus Rio Grande
  • Carolina Claro Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul - Campus Rio Grande
Palavras-chave: Geoprocessamento, Atividades, Escolas, Alunos

Resumo

O projeto “O Geoprocessamento como ferramenta de apoio para as disciplinas do Ensino Fundamental da Rede Municipal do Rio Grande”, tem como objetivo principal levar as técnicas de Geoprocessamento e suas aplicações para as escolas da rede municipal do Rio Grande. A partir disso, foi estabelecida uma parceria com a Secretaria Municipal de Educação (SMEd) desde o ano de 2011 para divulgação do referido projeto e desenvolvimento de atividades práticas com os alunos e professores das escolas municipais. Tendo em vista a inviabilidade de desenvolvimento das atividades em todas as escolas municipais, foi desenvolvido ao longo desses 5 anos de projeto materiais didáticos e um site para divulgação do projeto e dos materiais produzidos. As atividades são direcionadas para as disciplinas do 6° e 9° anos do ensino fundamental. Este ano foram elaboradas seis atividades que estão sendo desenvolvidas na Escola Municipal Viriato Corrêa no contra turno dos alunos. Devido a escola não dispor de espaço para o desenvolvimento das atividades, somente a primeira ação pôde ser realizada na escola. Nesta oportunidade, realizamos uma apresentação do projeto, do Geoprocessamento e de suas técnicas aplicadas ao cotidiano dos alunos. As demais atividades estão sendo desenvolvidas ao ar livre no entorno da escola e nos laboratórios de Geoprocessamento do IFRS campus Rio Grande. Momentos estes em que os alunos podem utilizar softwares relacionados ao geoprocessamento, conhecer o mundo e seu bairro através de imagens de satélite e relacionar conteúdos como os de Geografia e História às observações feitas em laboratório. A última atividade prevista será desenvolvida através de uma saída de campo pelo município para aplicação prática das técnicas estudadas nas atividades iniciais do projeto. Esta atividade apresenta grande relevância social, pois os alunos tem a oportunidade de conhecer localidades do município ainda não visitadas por eles. Pretendemos com estas ações, apresentar as geotecnologias como um instrumento para facilitar e contribuir na aprendizagem dos alunos, além de oportunizar momentos pedagógicos e sociais fora do ambiente escolar. Essas atividades auxiliam os estudantes a compreender melhor o conteúdo ensinado na sala de aula, uma vez que estes associam os conhecimentos adquiridos ao seu cotidiano. O projeto possui um site que foi desenvolvido com o intuito de divulgar para os professores da rede municipal os materiais e as atividades desenvolvidas pelo projeto (http://geoescolas-ifrs4.webnode.com/). Ao final do projeto será realizada uma oficina direcionada para os professores da rede municipal para apresentação dos resultados alcançados e sugestões de atividades futuras. Esperamos que a partir das ações realizadas, tanto alunos e professores possam conhecer o que é o Geoprocessamento como suas técnicas podem ser utilizadas em sala de aula e aplicadas em nosso cotidiano.