O desenvolvimento de engenheiros através da integração escola empresa

  • Pietro Camacho Sartori Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul - Campus Rio Grande
  • Anderson Favero Porte Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul - Campus Rio Grande
Palavras-chave: Projeto, Formação, Engenheiro, Integração, Escola, Empresa

Resumo

Um dos grandes desafios das Escolas de Engenharia é proporcionar ao estudante uma visão aplicada do que ele irá encontrar no mundo do trabalho após o término da sua graduação. Neste sentido, este projeto visa a formação de engenheiros através da integração escola empresa. Aqui serão relatadas algumas vivências experimentadas por um estudante do primeiro ano de Engenharia Mecânica ao longo de cinco meses dentro de uma empresa do ramo automotivo. Ao longo deste período, o acadêmico passou por diferentes setores da empresa: estoque de peças, onde aprendeu sobre critérios de manutenção de estoque e o fluxo de peças de reposição; oficina, onde adquiriu conhecimentos técnicos sobre a tecnologia automotiva através de catálogos técnicos e realização de manutenções preventivas e corretivas. As principais manutenções realizadas foram: troca de óleo e filtro, troca de filtro de combustível, geometria e balanceamento, manutenção e troca dos componentes dos sistemas de freios, substituição de velas, troca de barra de direção, substituição de amortecedores, manutenção na caixa de transmissão, manutenção no sistema de direção hidráulica, substituição de bombas de combustível em recall, troca dos componentes eletrônicos e atualização dos softwares dos mesmos. Além disso, o estudante pode ainda ter uma noção prática de como funciona o mercado de trabalho fora da instituição de ensino, observar o funcionamento de uma empresa e também pode correlacionar os conhecimentos teóricos adquiridos em sala de aula com os problemas práticos vivenciados diariamente dentro de uma empresa. Através desta aproximação teoria e prática, o estudante de engenharia teve uma visão melhor de como irá atuar como engenheiro mecânico depois de concluir o curso e também já terá uma certa experiência em termos de mercado de trabalho, assim como poderá direcionar sua formação acadêmica para a área a qual realizou estas vivências.