Apoio ao ensino de matemática

  • Chéusli Haskel Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul - Campus Caxias do Sul
  • Sabrina Arsego Miotto Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul - Campus Caxias do Sul
Palavras-chave: Matemática, Aprendizagem, Dificuldade, Pedagógico, Material

Resumo

O projeto de extensão “Apoio ao Ensino de matemática” visa auxiliar na aprendizagem de alunos que estão cursando as séries finais do ensino fundamental ou o ensino médio das escolas da cidade de Caxias do Sul e que tenham dificuldades no entendimento de conceitos matemáticos. Concomitantemente o projeto propõe a criação de materiais pedagógicos, como jogos, que servem como subsídio na abordagem dos conteúdos. A matemática é uma disciplina na qual os alunos apresentam muitas dificuldades e, muitas vezes, algumas redes de ensino não dispõem de um atendimento extraclasse, com um grupo menor de alunos em suas escolas ou os alunos não têm condições de pagar por um atendimento individualizado, por isso, a importância desse projeto. Os agendamentos dos atendimentos são feitos de várias formas, utilizando formulários online, e-mail do projeto, contato telefônico e até mesmo o agendamento diretamente na instituição. Os atendimentos são marcados semanalmente, com duração de uma hora cada e ocorrem no laboratório de matemática do campus, possibilitando o acesso à materiais pedagógicos que colaboram no entendimento do aluno. Desde o início do projeto em maio de 2015 foram ministrados 95 atendimentos, atendidos 29 alunos, sendo eles do 6°, 7°, 8° e 9° ano do ensino fundamental, 1° ano do ensino médio e 1° ano PROEJA. As principais dificuldades dos mesmos são as quatro operações fundamentais, equações algébricas, polinômios, potenciação e radiciação. O aluno construindo conceitos sólidos consegue seguir seus estudos de forma mais consistente, não ficando com lacunas que o acompanharão pelos próximos anos de estudo, assim sanando suas dúvidas desde o surgimento das mesmas. Além disso, os alunos têm tempos diferentes de aprendizagem, requerendo muitas vezes mais atenção do professor e uso de outras metodologias de ensino ou recursos, que às vezes, na sala de aula não é possível ou a escola não dispõe. Considerando os bolsistas do projeto, que são alunos do curso de Licenciatura em Matemática do IFRS, a proposta oferece um espaço importante de troca de aprendizagem e uma vivência na prática docente, uma vez que eles têm a oportunidade de entrar em contato com diferentes públicos, procurando entender as principais dúvidas dos alunos, assim, podendo elaborar novas estratégias de ensino para utilizar posteriormente em sala de aula. Também têm a oportunidade de retomar conteúdos e em caso de dúvidas, consultar às coordenadoras do projeto e demais professores de matemática do campus, qualificando sua formação como discente. Por fim, o projeto é uma oportunidade de aproximar o licenciando da realidade que irá atuar e para o aluno atendido é um espaço para sanar suas dúvidas e quem sabe desenvolver um apreço por essa disciplina.

 

Publicado
2015-11-30