Alimentação escolar: Desenvolvimento local e segurança alimentar

  • Joana Emanueli Bocalon Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul - Campus Erechim
  • Marlova Elizabete Balke Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul - Campus Erechim
Palavras-chave: Merenda Escolar, Saúde, Conscientização, Agricultura Familiar

Resumo

O projeto de extensão denominado “Alimentação escolar: desenvolvimento local e segurança alimentar”, está sendo desenvolvido tendo em vista que a escola tem grande influência na vida das pessoas, é o ambiente ideal para incentivo de ações para promoção da saúde, assim como o desenvolvimento de uma alimentação saudável. O projeto apresenta relevância na sociedade pois suas atividades são voltados à prevenção e promoção da saúde, procurando a permanência dos discentes nos estudos, com ênfase nos estudantes de escola pública. O objetivo principal é implementar hábitos alimentares condizentes com um bom estado nutricional; dentro do Programa Nacional de Alimentação Escolar – PNAE, aos estudantes, professores e comunidade escolar da Escola Estadual de Ensino Fundamental Bandeirantes – Sertão. Para tanto, a metodologia que está sendo utilizada para a realização do trabalho, assim como para um melhor aproveitamento junto com os alunos é quanti-qualitativa, sendo realizado um profundo estudo bibliográfico, como também na sequência palestra com professores e alunos, aplicações de questionários para recolher dados sobre como o assunto é abordado em sala de aula e a aceitação da merenda por parte dos alunos, dinâmicas e atividades lúdicas para envolver os alunos de menor faixa etária. Outra atividade realizada foi a criação e manutenção de um blog, como forma de estimular o aluno a participar de todas as atividades realizadas, como a de envolver a comunidade externa da escola no projeto. Link para acesso do blog <http://projetoalimentacaoifrs.blogspot.com.br/> Todo novo conhecimento e experiência vem a agregar, seja quando você transmite uma ideia ou quando você recebe o retorno dessa ação, portanto como resultado parcial das atividades verificou-se um maior entendimento dos professores a respeito PNAE e sobre a importância de se incentivar as crianças, desde os primeiros anos, que a alimentação saudável é garantia de saúde de qualidade no futuro. Assim como, a importância da origem da alimentação da agricultura familiar, favorecendo o desenvolvimento local e a alimentação saudável. Nesse contexto verificou-se junto a resposta dos professores quanto ao assunto foram muito satisfatório até o momento. Muitos avanços já foram alcançados tanto na reeducação alimentar dos alunos quanto no estímulo aos professores a trabalharem isso em sala de aula. Todos somos responsáveis pela construção de um futuro melhor para essas crianças, ainda mais responsáveis por muitas delas virem de famílias com baixa renda e escolaridade.

Publicado
2015-11-30