Uma folha sem cortes: o ensino de geometria através de um origami

  • Salomão Quevedo Gerard da Luz Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul - Campus Viamão
  • Adriano Beluco Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul - Campus Viamão
Palavras-chave: Origami, Geometria, Educação, Matemática, EAD

Resumo

A arte japonesa de dobrar uma folha de papel para obter as mais diversas figuras geométricas planas e espaciais é conhecida como origami. A palavra origami é proveniente da língua japonesa, onde ori significa papel e kami representa a ação de dobrar. A maior parte dos origamis usualmente representa animais, plantas e objetos geométricos. Apesar de ser originário do Japão, sua prática é difundida e aprimorada por britânicos, franceses, alemães, argentinos e norte-americanos. A difusão da prática do origami no Brasil ainda é recente, sendo indicada pelos Parâmetros Curriculares Nacionais. O objetivo principal do Projeto Uma Folha Sem Cortes é justamente apresentar metodologias de ensino e aprendizagem de geometria e álgebra através da prática das dobraduras. Para tanto, são utilizadas práticas elaboradas e difundidas por meio de oficinas e um ambiente virtual de aprendizagem. Os resultados expressivos se refletem no número crescente de participantes interessados no aprendizado das técnicas de origamis desenvolvidas para o aprendizado de geometria plana e espacial, bem como nos resultados dos alunos de ensino médio na disciplina de matemática e em eventos como a olimpíada brasileira de matemática de escolas públicas. O projeto é desenvolvido a partir do Instituto Federal do Rio Grande do Sul no câmpus Viamão com abrangência no câmpus Restinga e, a partir do ambiente virtual de aprendizagem desenvolvido, tem alcançado professores e alunos de instituições públicas e privadas do ensino básico ao superior.

Publicado
2015-11-30