Educação Ambiental em uma Unidade de Conservação no Município de Sertão/RS

  • Letícia Schafer Timm Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul - Campus Sertão
  • Juliana Fatima Loss Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul - Campus Sertão
  • Lariessa Olkoski Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul - Campus Sertão
  • Naiara Tagliani Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul - Campus Sertão
  • Naiara Miotto Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul - Campus Sertão
  • Luiz Felipe Borges Martins Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul - Campus Sertão
Palavras-chave: Unidade De Conservação, Preservação, Educação Ambiental, Diversidade Biológica

Resumo

Devido ao impacto negativo oriundo de atividades antrópicas, que vem alterando o meio ambiente, percebe-se a que é necessário o desenvolvimento de ações que busquem desenvolver o senso crítico da sociedade em relação às questões ambientais. Neste contexto surge como estratégia o uso da Educação Ambiental (EA), com o objetivo de propor novas propostas pedagógicas centradas na conscientização, mudança de comportamento, desenvolvimento de competências, capacidade de avaliação e participação dos educandos. O município de Sertão-RS, possui uma unidade de conservação denominada Parque Natural Municipal de Sertão (PMNS), porém no município existe uma carência de projetos de EA voltados para PMNS. Nesse sentido o presente tem como objetivo utilizar a educação ambiental como fomento para desenvolver o senso crítico e despertar a sensibilidade de estudantes para a preservação da unidade de conservação. Com respeito à metodologia da respectiva ação, são desenvolvidas atividades de educação ambiental nas escolas do município com os alunos de 1º a 5º ano. As atividades envolvem no primeiro momento uma palestra informando sobre a área, fauna e flora do PMNS, e após são desenvolvidas atividades lúdicas, dinâmicas e confecção de trabalhos artísticos sobre o tema. A metodologia da atuação da EA tem sua fundamentação no entendimento que a extensão deve estar relacionada às situações vivenciadas no dia-a-dia dos sujeitos e à busca de meios para sua compreensão e superação na perspectiva da práxis, ou seja, da unidade entre teoria e prática. Assim, para melhor compreensão, os alunos e professores são levados para uma visitação no Parque, onde realizam uma trilha. Esta etapa proporciona um envolvimento direto dos estudantes com a unidade de conservação, para que os mesmos tenham um maior conhecimento e melhor interpretação ambiental dos elementos que constituem a natureza, e a importância de cada elemento para o ecossistema. Até o momento, o projeto foi desenvolvido em duas escolas, num total de cinco escolas previstas do Município. Os resultados obtidos a partir das atividades desenvolvidas foram positivos, pois os alunos se mostraram preocupados em cuidar do meio ambiente, bem como sabiam da existência do local e que no mesmo havia inúmeras espécies de animais e vegetais. Através dos trabalhos, como cartazes, os estudantes mostraram que se deve preservar e não agredir o meio ambiente. Assim, nota-se que foi muito satisfatório o interesse e envolvimento dos estudantes pela temática do assunto, atendendo ao objetivo de despertar a sensibilidade pela preservação da unidade de conservação do Município, mostrando aos alunos o dever de ser um cidadão comprometido a cuidar da natureza.

Publicado
2015-11-30