Charcot-Marie-Tooth e Distrofia Muscular de Duchenne

  • Erik de Carvalho
  • Gustavo Henrique Reis de Melo
  • Tauana Boff de Macedo
  • Gisele Bacarim
  • Heloisa Santini
Palavras-chave: Distrofia charcot-marie-tooth, Distrofia de Duchenne, Inclusão social

Resumo

As distrofias musculares são caracterizadas pela degeneração dos músculos e por serem hereditárias. Há vários tipos de distrofias, sendo que, duas distrofias constantemente confundidas são a distrofia Charcot-Marie-Tooth (DCMT) a Distrofia Muscular de Duchenne (DMD). A DCMT geralmente tem a evolução lenta e progressiva. Tem uma das taxas mais altas dentre os outros tipos de distrofias musculares, com ocorrência de um para 2500 nascimentos. A DMD é mais rápida e também progressiva, entre os sete e doze anos a pessoa já não consegue mais caminhar. A distrofia se manisfesta no sistema cardiovascular e respiratório na fase adulta. As principais diferenças entre as distrofias é que a velocidade da degeneração da Duchenne é superior à velocidade de degeneração do Charcot,a primeira tem manifestações nos membros superiores e nos sistemas cardiovascular e respiratório enquanto na segunda ocorrem manifestações somente nos membros inferiores e superiores. A questão da inclusão de pessoas com necessidades especiais ainda é muito incipiente no Brasil. Pessoas com algum tipo de necessidade especial ainda são discriminadas nas comunidades em que vivem. Dado o contexto, pretende-se informar a população sobre a diferença entre as duas distrofias de forma que estudantes participem ativamente de todas atividades escolares, sociais e culturais possíveis. A metodologia inclui a elaboração de folder informativo e explicação sobre as distrofias, suas semelhanças e diferenças, formas de tratamento e de minimizar a dor. Até o momento está sendo elaborado o folder e estão sendo realizadas consultas com médicos especialistas para que todos os aspectos da distrofia sejam estudados. Espera-se que a informação permita a integração ações e a criação de canais de comunicação que considerem a questão da inclusão social como prioritária, além disso, que a inclusão social dessas pessoas faça parte da realidade brasileira.

Publicado
2018-05-18
Edição
Seção
Ciências da Saúde - Ensino Médio -Técnico