Memórias Literárias Registradas com Tecnologias

  • Diely Morais Costa
  • Ana Caroliny Indicatti Furtado Goulart
  • Ruan Domingos Pereira da Silva
  • Estela Maris Sander
  • Regina Beatris Sachetti Cansan
Palavras-chave: Memórias, Interação, Tecnologias

Resumo

Ajudar os estudantes a escreverem narrativas e poesias sobre a própria vida e a vida em comunidade com suas transformações peculiares é um grande desafio dos professores de Língua Portuguesa. Associar o registro das produções escritas dos estudantes ao uso das tecnologias torna-se um desafio ainda maior. As professoras Manuella Matté e Gláucia Honorato Paim inscreveram a escola para participar do projeto OLIMPÍADAS DE LÍNGUA PORTUGUESA – Escrevendo o Futuro, trabalharam em sala de aula as sequências didáticas propostas explorando textos de autores selecionados e atividades no Laboratório de Informática Educativa explorando as ferramentas disponíveis. Nas aulas de Língua Portuguesa e Oficinas de Leitura e Produção Textual, os estudantes dos Anos Finais leram, escreveram, ouviram, opinaram, criaram com base nos textos estudados, entrevistas realizadas com moradores do bairro e palestra em sala de aula com moradora que relatou as mudanças ocorridas no bairro e suas vivências mais significativas com experiências diferentes dos dias atuais. Foram realizados planejamentos pedagógicos de maneira interdisciplinar, nos quais os estudantes puderam ampliar o conhecimento da cultura digital através de pesquisas na Internet e usufruir do aplicativo QR-CODE utilizando-o sobre suas produções, as quais foram encadernadas com o texto escrito e o código digital, ressignificando o conhecimento. Também, puderam utilizar-se desta construção para novos trabalhos em Robótica e Arte na confecção de cartões, mensagens informativas ou com textos de sensibilização e organização de álbum digital ampliando o conhecimento sobre informática e tecnologia. Desta forma, registrando fragmentos da história da comunidade por meio do texto literário de maneira peculiar. Foi possível observar que a proximidade da visão da escola com a visão da comunidade possibilita ampliar o letramento literário e digital dos pais e da comunidade ao tornar públicas as produções escritas dos estudantes de maneira diferenciada com o uso da tecnologia através do aplicativo QR-CODE 2 MOBE.

Publicado
2018-05-18
Edição
Seção
Linguística, Letras e Artes - Fundamental